Jogos que seriam bons caso não fossem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Jogos que seriam bons caso não fossem

Mensagem por infernosword em Qua Fev 08, 2017 11:38 pm

Incrível como ainda não fizemos um tópico sobre esse assunto.
Esses dias comecei a relembrar de jogos que eu gosto e jogos que eu não gosto, fruto de uma discussão não sei com quem, não lembro onde. Conversa vai, conversa vem e acabamos em uma lista de decepções pessoais que eu gostaria de repartir aqui com vocês. Trata-se de jogos bons ou medianos, mas que me fizeram ter uma decepção porque eu achava que eram de um jeito e se mostraram de outro. Contém palavrões.

1- Grim Fandango (PC)
Grim Fandango é um jogo bom no geral. Um dos poucos totalmente localizados para o Brasil (dublado em plenos anos 90), uma mistura de gráficos 3D e 2D interessante, uma história bacana e um jogo de certa forma divertido. O grande problema desse jogo é a sua jogabilidade, uma das mais baixas da história dos games. Primeiramente, os puzzles do jogo são muito difícies e você tem que amar muito o jogo para querer jogá-lo até o fim. O progresso é pífio e você "trava" toda hora no jogo (é um jogo feito para que você não progrida). Os controles são uma bosta e muitas vezes acontece de você clicar sem querer e pular um diálogo importantíssimo, fazendo com que você fique como um idiota tentando passar uma parte que parece impossível. O jogo não te explica os controles e você fica uns 10 anos só para descobrir como acessar o invetário. O botão direito e o esquerdo fazem coisas diferentes nos objetos e nada disso está escrito na tela ou em lugar algum. Pra finalizar, alguns puzzles, como o do bilhete da corrida de gatos, não são lógicos (eu mesmo os resolvi não sabendo direito como eu fiz, por causa da merda dos diálogos desse jogo). Não quer passar raiva? Fique longe dessa bosta!

2- Warcraft 3 (PC)
Quando eu falo de Warcraft 3, me refiro ao clássico de RTS, e não aos diversos mods, como DotA. Eu simplesmente odeio esse jogo. Os gráficos são maravilhosos e a mecânica de jogo é muito legal, desde que, claro, você com outros jogadores e não contra o PC. Aí esse jogo se torna uma merda. Primeiro, é impossível vencer a CPU mesmo no modo easy. Segundo, é que existem mapas onde você não pode ser atacado a não ser por vias aéreas, o que caga com o cocô do jogo mais ainda, porque o CPU buga (mesmo no Ultra Hard ele não te ataca) . O pior de tudo é a Blizzard (criadora do jogo) criminalizar todos os mods do jogo, fazendo com que Warcraft 3 seja um belo motivo para uma faxina estilo lança-chamas. Vá jogar Starcraft, Age (Empires ou Mithology) ou qualquer outro jogo mais digno de RTS.

3- Yu Gi Oh: Forbidden Memories (PS1)
Eu acho que sou a única pessoa que não gosta de jogo no mundo. Esse jogo é simplesmente ridículo. Esse projeto de fase beta de game não tem nada a ver com Yu Gi Oh. As regras não estão presentes, as personagens não estão presentes e as cartas são totalmente erradas. Esse jogo foi um erro e qualquer pessoa que realmente goste de Yu Gi Oh não pode levar essa merda a sério. Começando pelo jogo em si: OK, temos os duelos e cada um tem a sua vez (pelo menos aí eles acertaram). Aí vem aquelas cartas que só sairam no Japão, com os dados todos errados e sem effects dos monstros (se você não sabe o que é um Monster Effect do Yu Gi Oh, pau na sua bunda). Você só pode usar cartas mágicas que são proibidas no jogo normal como Raigeki e Black Hole e não há cartas armadilhas nesse jogo (até tem, mas o jogo não dá suporte à mecânica correta, o que é uma bosta). E pra cagar de vez com essa bosta, me vem com aquelas merdas de fusões ridículas de ficar juntando duas cartas e aquele negócio de ficar ganhado estrelinha pra comprar cartas. 99999999 estrelas para uma carta de ATK 600. VSF! Se for possível, peguem seus GameSharks e estuprem essa merda de game pelo amor de deus.

4- Harry Potter Quidditch World Cup (Gamecube)
Puta decepção, meu! Assim como o Boça, eu fiquei estarrecido com o poder de marketing que a EA Games tem de fazer os games ruins dela parecerem bons, isso já em 2000 e lá vai pedrada! Os teaser desse jogo passou na TV, bem na época de ouro dos filmes do bruxo no cinema. Puta merda, como eu queria jogar aquele jogo. Porra, é como se fosse um FIFA, só que de Quadribol!
É o caraio.
Esse jogo é equivalente ao de ficar pilotando moscas num reino do Superman 64, ou uma partida de Pong onde você controla as duas raquetes. Facilmente você pode fazer com que o jogo resulte em 300 a 0 para o seu time e dane-se quem pega o pomo de ouro no final, porque o jogo vai terminar com você sendo o vencedor. Jogabilidade ruim, jogo mal pensado, sem desafios e nada, mas nada mesmo, parecido com o que vimos na telona. Vá pra puta que pariu, EA Lixo.

5- Heart of Darkness (PC)
Aqui todos vocês me odiarão, tenho certeza. Esse jogo é especial para muitos e como eu queria que ele fosse pra mim. Acontece que, quando eu o joguei, essa sensação foi embora rapidinho. Vamos começar pelos gráficos. Esse é um jogo que engana. Ele parece ter gráficos bons, até você olhar com cuidado. Primeiro, o herói usa uma panela na cabeça. E isso não é engraçado. As cinemáticas são bizarras e ruins, num 3D totalmente desnecessário, o som é uma merda, um dos piores que eu já ouvi. Pra terminar, temos a jogabilidade lixo que levam os controles mais mal programados do universo somados aos cenários que você não sabe nem o que é cenário e o que é uma ladeira para agarrar, por exemplo. Vômito.

BONUS STAGE: Pitfall: The Mayan Adventure (PC)
O jogo que eu mais odeio na vida. Esse jogo é algo odiável até mesmo para pessoas que jogaram (e sobreviveram) jogos como alguns do Mega Drive e o E.T. do NES. A detecção de colisão desse jogo é uma cagada só. Muitas vezes, a areia movediça não encosta em você e você morre. Os inimigos são muito mais poderosos que você (como se precisasse, você não tem arma decente nesse jogo) e esse jogo é uma bosta, só isso, eu não preciso ficar explicando, tudo é ruim, audio, vídeo e gameplay. Ahh, eu também odeio as animações do personagem principal. Ele é um filho da puta.

Menções honrosas: The Lion King, Duck Tales Remastered HD e Prince of Persia (1989).
avatar
infernosword
Rank 110 - Street Fighter IV
Rank 110 - Street Fighter IV

Mensagens : 6135
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 26
Localização : flying not yet quite the notion

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jogos que seriam bons caso não fossem

Mensagem por Willi em Qui Fev 09, 2017 11:56 am

Cara, sério, disserte sobre Lion King. Eu quero só ver o que você tem a dizer XD

De fato é um ótimo assunto. Depois eu venho com tempo e escrevo os meus.
avatar
Willi
Rank 128 - Kirby's Return to Dreamland
Rank 128 - Kirby's Return to Dreamland

Mensagens : 7001
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jogos que seriam bons caso não fossem

Mensagem por infernosword em Qui Fev 09, 2017 4:09 pm

O Lion King é um jogo que foi feito intencionalmente pra ser difícil, já que, segundo os desenvolvedores, o jogo tinha como mercado principal o aluguel de fitas (naquela época bombava). A dificuldade vem do fato de que a Disney queria que os jogadores alugassem mais de uma vez o jogo antes de terminarem. Se tiver saco (e entender alguma coisa de inglês), tem um vídeo no Youtube em que o pessoal da Double Fine (desenvolvedora de jogos) entrevista o produtor desse jogo à época e ele explica como o jogo foi desenvolvido, as histórias de bastidores, pontos específicos do jogo (como o puzzle dos macacos), etc. Vale a pena.
avatar
infernosword
Rank 110 - Street Fighter IV
Rank 110 - Street Fighter IV

Mensagens : 6135
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 26
Localização : flying not yet quite the notion

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jogos que seriam bons caso não fossem

Mensagem por Willi em Qui Fev 09, 2017 7:41 pm

Cara, Lion King foi o terror da minha infância. Aladdin, Mickey, até o Cold Shadow, ia, sofria mas ia. Agora Lion King eu penei, só zerei uma vez, inclusive. Cem Or. Vou assistir o vídeo, parece bom pra bagagem.

Bem, vamos lá então, com alguns que eu lembro:

Sonic Heroes: é muito foda, mas muito foda mesmo, considero ele um dos poucos Sonics bons feitos depois do Megão. Mas é muito massante.

Resident Evil um, do... kkkkkk nem vou falar aqui.

The Crew: baita jogo de corrida, mas a dependência que ele tem de seu modo online é o que fode. Não chega ao extremo do novo Need, de nem abrir se não houver conexão, mas incomoda porque se você não fizer um monte de potcheca online, você mal consegue comprar um segundo carro para jogar a carreira. Beira o absurdo isso. Sem falar nos carros-sabão, puta jogo ruim de dirigir, meu.

Portal 2: seria um ótimo jogo se fossem apenas salas com puzzles e uma música "tecnológica" que estimulasse o jogador a pensar. Mas não, vamos fazer uma história, vamos fazer fases em campo aberto, VAMOS FAZER UM PAR DE ROBÔS TAGARELAS QUE NÃO CALAM A BOCA O JOGO TODO! Portal é lindo quando jogado com seu som no mudo, e ao invés disso deixar tocando uma música da preferência do jogador. Eu jogaria 200 fases disso, se fossem só as salas. Mas aquela campanha que fizeram de avançar no subterrâneo e nos túneis e no diabo que o parta, meu Deus, zerei, mas não via a hora de acabar.

Qualquer Tomb Raider antes do reboot: uma mira livre é pedir demais? No PS1 a gente até entende, mas porra, em 2009 já existiam Gears of War, Resident Evil 4, Army of Two, e os caras ainda usavam aquele sistema arcaico de mira travada nos jogos da Lara? Dá licença.

Sonic Adventure e Adventure 2: Lixo, vômito overrated.

Sonic 4 Episódio 2: Eu gostaria de poder correr, se fosse possível. Soltar especiais em dupla é interessante em Donkey Kong Country, não em Sonic.

Wario Land: Shake It!: Visual maravilhoso, ótima trilha sonora, gameplay... dispensável. Se macetar o X do controle de 360 já é um porre, pior deve ser pra quem ficou chacoalhando o Wii Mote todas aquelas vezes. E os coletáveis desse jogo NÃO SÃO divertidos.

Qualquer Street Fighter "não-Alpha": não me descem. E parece que é sempre a mesma coisa. Mortal traz novidade em cada jogo, Street Fighter só recicla personagem e melhora gráfico, além de apresentar trilhas sonoras enjoadas e comandos ruins.

Todos os Tekken: Quem bater primeiro ganha a luta.

Dragon Ball Z Budokai Tenkaichi 3 [vibastos me perdoe]: Mesma coisa do de cima.

Shovel Knight: É muito chato. Joguinho overrated chato e enjoativo. A mecânica é boa e a ideia também, só que depois de duas fases você não vê a hora de acabar.

OBS: tudo o que está escrito aqui são minhas OPINIÕES. Não estou dizendo que cada jogo seja o que falo dele, o que digo é o que eu penso sobre ele.
avatar
Willi
Rank 128 - Kirby's Return to Dreamland
Rank 128 - Kirby's Return to Dreamland

Mensagens : 7001
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jogos que seriam bons caso não fossem

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum