No calor da batalha

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

No calor da batalha

Mensagem por infernosword em Dom Abr 17, 2016 2:22 am

Faz tempo que não escrevo, reflito e reescrevo aquilo que refleti aqui no fórum. Os assuntos se acumulam e, assim como as ideias, se misturam ao subconsciente e ao esquecimento mas também, ao consciente e à lembrança, posteriormente. Gosto muito de escrever introduções, até porque nunca termino nada. Aliás, nada é o tempo que nós temos para tudo, então pela não prolixidade do meu texto, vamos aos assuntos, por partes.

O muro de Brasília
Amanhã será o caos. O senso comum ainda vai nos matar. Isso, claro, se os inimigos não o fizerem antes. E você pode se tornar um inimigo, até de si mesmo, nesse instante. Já viram o muro que construiram para os manifestantes acompanharem o desfecho da votação na Câmara? Um terror. O muro para separar nós deles, os inimigos. As pessoas más. As pessoas que apoiam o protesto, desde que sejam para o seu próprio lado. Eles não são dignos do que nós queremos e não os queremos quando nossa vitória for grandiosa e nossa fala, o brado final. São pessoas mesquinhas, robóticas, previsíveis, embaladas e servidas num menu de opções. As pessoas que nos geram raiva. As pessoas que nos geram ódio. As pessoas que não merecem nosso respeito. As pessoas que não tem direitos. As pessoas que devem MORRER. Pensando bem, o muro será um dos nossos menores problemas.
Vale para os dois lados, não é mesmo? O que será de amanhã, meus amigos? O que será? Já pensei muito sobre isso. Amanhã eu vou me sentir como em Jogos Vorazes, onde, mesmo vendo o horror na telinha, não consigo parar de assistir. Se querem uma dica, é melhor nem começar. Acho que vou assistir aquele filme indicado ao Oscar ou rushar no Metroid Prime. Não tem jeito, eu não vou me enquadrar sem MUITA indignação, independente do resultado. E se sobreviver, fico a cargo do senso comum.

O bloqueio da internet
As pessoas são engraçadas e confusas. Podemos, na terra do bipolarismo e da síndrome da opinião de Deus, entender que todos nós podemos discordar e concordar sem, necessariamente, nos odiarmos? Nessa semana, eu vi dois exemplos de direitos do consumidor feridos. O mais recente é o do roqueiro Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas Roque Clube, o qual eu tenho uma admiração, tanto pela pessoa pública, quanto pelo artista, em que ele foi retirado de um voo da Gol por querer se sentar em um "assento conforto" (uma merda que as companhias aéreas inventam para que os usuários tenham de pagar mais para se sentar na saída de emergência). O segundo foi a liberação da Anatel para que as empresas de internet possam explorar o uso de franquia de dados em seus planos de internet fixa.
No primeiro caso, a turma caiu de pau no Tico, o consumidor, e defendeu a empresa. "Quer sentar ali, tem que pagar a mais por isso" - insinuavam uns. "Aqui não é lugar de pagar" - diziam outros. "Você não pagou para estar aí". O fato é que a prática fere os direitos do consumidor. Não se pode vender, sob preços diferenciados, as cadeiras que estão na mesma seção ou classe, simplesmente por elas serem adaptadas por questões de acessibilidade. A própria categoria "assento conforto" é ilegal. É como se o cinema vendesse como assento conforto os assentos diferenciados para obesos, que são previstos na lei. Coube a um homem, contra o senso comum (sempre ele), enfrentar a situação e passar pelo constrangimento. Eu admiro aquele que vai de contra ao senso comum, mesmo que estando errado. Sempre admirei.
No segundo caso, a turma caiu de pau na empresa e defendeu o consumidor. "Como pode a empresa querer acabar com a minha internet?" - bradam uns. "A Internet já é ruim no Brasil, imagine agora?" - reclamam outros. "O que era ruim, ficou ainda pior." Sim, eles vão detonar com a Internet. Eu estava lendo algumas coisas sobre e vi que alguns planos são de irrisórios 10GB/mês. Pelo menos a turma vai dar uma segurada no torrent e nos fap faps. Agora, entre a nossa turminha aqui, vocês viram aquele papo de "tendência global"? Pois é, palhaçada. Mas já que eles adoram tendências globais, vai mais uma aqui: sabe o que mais é uma tendência global? Internet rápida, segura, barata e de qualidade. Até na terra do Stalin, o país do BRICS subdesenvolvido e comunista, a internet é livre, rápida e custa não mais do que 30 merréis (junto com TV à cabo), fora o fato de ser por VPN (vocês nem devem saber o que é isso) e livre da luneta do tio Satã. E aí, essa tendência não é conveniente?
Pare um pouquinho. Leia de novo a primeira frase do penúltimo e do último parágrafo. Essa é a lógica do povão do senso comum, dessa merda chamada brasileiro, que eu amo, mais que me aborrece às vezes. É a lógica de Deus. Você está certo, desde que concorde comigo.

A cena gamer
Esse é mais para nós discutirmos do que para eu opinar. Livre de qualquer pressuposto, vou dizer o que o meu coração manda: eu preciso entrar para a indústria de games o quanto antes. Não é possível. Sou eu ou a indústria de games, independente de plataforma ou empresa, entrou numa inércia de não produzir absolutamente nada de interessante em digamos, seis meses? Porque o que eu vejo são jogos mal programados, franquias extremamente repetitivas e jogos overhypados que, quando lançados, são a maior decepção. Ou eu que fiquei velho de mais para os videogames? Eu sou do tempo (lá vem) em que se esperava pelo novo Mario, pelo novo Zelda e meus amigos pelo novo Final Fantasy, pelo novo Halo e principalmente pelo novo novo. Jogos que nos faziam imaginar mais, ir mais longe e pirar mais. Me digam o que sentem agora, vou formar minha opinião em cima da de vocês.

Desculpem-me pela chatice, é que fazia tempo que eu não escrevia.

__________________________________________________
E.T., opinião, telefone.

infernosword
Rank 106 - Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots
Rank 106 - Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots

Mensagens : 5939
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 25
Localização : flying not yet quite the notion

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum