Cadê O Final?!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Cadê O Final?!

Mensagem por Willi em Qui Fev 04, 2016 11:18 am

Diferente dos Estados Unidos, onde as animações são planejadas e criadas inteiramente para a TV, no Japão, a grande maioria dos animes são adaptações de material de outras mídias, como mangás e light novels. Apenas uma pequena parcela de animes é conteúdo original, ou seja, anime com história própria, feito do zero e totalmente para a TV.

Quando a história de um mangá, light novel ou qualquer outra mídia é adaptada para a TV em forma de anime, esse processo envolve basicamente três entidades: a Editora, que é a responsável por receber o material do mangaká e de sua equipe de desenvolvimento, editar, preparar e então publicar o mangá ou light novel; o Estúdio de Animação, que é quem vai propriamente adaptar aquela história para o formato anime; e a Produtora, que é a principal inve$tidora no projeto e quem faz as intermediações entre o Estúdio de Animação e a Editora. Basicamente, temos a Editora como detentora da obra original, o Estúdio de Animação como quem vai transformar esse material em anime, e a Produtora como quem vai botar dinheiro nesse projeto para que ele seja possível e cuidar para que tudo seja feito corretamente (como escolha de profissionais competentes, relação "quantidade de história X quantidade de episódios", e mais umas trocentas burocracias).

Para a realização de um anime, todos os envolvidos são apenas contratados para aquele serviço. Não tem essa de "Marvel vender os direitos do Homem-Aranha para a Sony para que a Sony faça um filme do Homem-Aranha". Não. Uma Editora quer adaptar seu material em anime, faz parceria com uma produtora, elas então contratam um estúdio de animação, o anime é feito e acabou. No próximo anime, começa tudo de novo. Claro que existem casas que já possuem parcerias de longa data entre si, como a Toei (produtora) com a Pierrot (estúdio de animação de Naruto, Bleach...) por exemplo. Mas estas são exceções. O padrão é a relação cliente-patrão, eu te contrato pra fazer um serviço, você faz, te pago, dividimos os lucros e valeu. Se eu gostar do seu serviço posso te chamar de novo, se não, chamo outro pra fazer.

Quando uma obra é adaptada para anime, dificilmente, mas muito dificilmente, essa adaptação se dá quando a obra já foi concluída. Isto é, o anime começa a ser feito enquanto o mangá ou light novel ainda está sendo lançado. Mangás como Dragon Ball, Naruto, One Piece e Bleach, que são lançados todo mês, contam com adaptações contínuas para anime: toda semana sai um novo episódio. A divisão destes animes por temporada é apenas por questão de organização, mas o anime ganha episódio novo toda semana. O estúdio de animação divide seus profissionais em várias equipes e cada uma é responsável por produzir o episódio tal, dessa forma, elas podem levar até três semanas ou um mês para produzir cada episódio, e conforme eles vão ficando prontos, são dublados, sonorizados e então apenas aguardam pelo seu dia de serem exibidos na TV. Esse revesamento de equipes é o que causa a mudança de traço e oscilação na qualidade da animação do anime ao longo dos episódios. Ainda que pareça suficiente, esse tempo para produzir os episódios é curto, de maneira que os profissionais conseguem fazer apenas o que lhes foi pedido, mas muitas vezes sem conseguir dar os retoques finais ou fazer o episódio passar por um tratamento de pós-produção. O resultado final, dessa maneira, é em geral "bom", de vez em quando espetacular, e às vezes falho também. Acaba oscilando bastante.

Mas esses são considerados os "Big Ones", e pode-se dizer que os outros 96% da indústria de animes não funcionam assim. As demais adaptações de outro material para o formato anime se dão pelo mesmo modelo que os americanos usam: as chamadas Temporadas, onde um número X de episódios é encomendado, e sua continuação ou não irá depender da recepção daquele anime pelo público e dos lucros que aquele anime vai gerar (mais adiante explicarei sucintamente). Só que o intervalo entre uma temporada e outra de um anime não é de 6 meses a 1 ano como nas séries americanas: muitas vezes, a continuação do anime que você tanto gosta demora mais de 2 anos para ser lançada, ou as vezes nem sai. E é esse o ponto que eu queria chegar quando falei lá em cima que as adaptações são feitas sem o material original estar finalizado.

Diferentemente de um produto feito inteiramente para a TV, onde a coisa já é pensada com começo, meio e fim, se cancelou beleza e se fez sucesso dá pra esticar uma continuação, nos animes a coisa é diferente. O mangaká desenvolve sua história para os mangás (ou a mídia que for), e as lança por ali. Dá menos trabalho e menos burocracia. Se faz sucesso, ganhar anime é consequência. Só que como o mangaká geralmente faz uma história enorme e longa em seus mangás, a temporada de anime logicamente vai adaptar um "pedaço", algo que vai ter começo, meio, mas só terá final quando o mangaká terminar o mangá. E até que ele termine o mangá, cada temporada vai ser um "pedaço" de história, e se os lucros não forem bons, não tem mais temporadas, então você que está assistindo se fode! Quer ver como tudo continua e termina? Vá ler o mangá!

As produtoras dos animes olham principalmente dois fatores quando lançam suas obras: as vendas de DVDs/Blu-Rays do anime, e em quantas vezes o anime consegue aumentar as vendas do mangá. Passar na TV obviamente não tem lucro nenhum, ou os comerciais nos intervalos dos canais japoneses são muuuuito baratos pra eles não levarem isso em consideração. Mas infelizmente a realidade é essa: audiência e propagandas no intervalo, que são 95% do que faz com que uma série americana tenha uma nova temporada, são as coisas que os japoneses menos consideram. Então, o anime que você gosta foi ótimo e a audiência foi alta? Legal! Vendeu pouco Blu-Ray e não fez as vendas do original (light novel ou mangá) aumentarem? Então não vai ter nova temporada! É estranho, é irritante, é frustrante, mas é assim que funcionam as coisas por lá.

Mas pior que isso, são os mangakás preguiçosos. Sim! Foi-se o tempo da Shounem Jump botar pressão no Toriyama pra ele não acabar Dragon Ball Z no Freeza e fazer Cell e fazer Majin Buu! Hoje não tem nada disso! Os caras escrevem o que dá vontade, e tem animes que têm potencial e venderam bem o que tinham que vender, mas não continuam por causa de autor preguiçoso que não dá continuidade pra sua obra! E isso é muito frustrante!

E eu tenho um dedo podre pra escolher anime que meu Deus do céu. Praticamente tudo que eu assisti até agora, sem contar os Big Ones e a série Fate Stay Night, não tem final! Vou compartilhar com vocês:


Highschool of The Dead



Esse aqui é amado por muita gente. Um grupo de estudantes tenta sobreviver a um apocalipse zumbi. Tem personagens legais, peitos pra todo lado, cenas de ação memoráveis, romance, drama. Vendeu Blu-Ray pra caramba e fez as vendas do mangá aumentarem, mas com aquele tsunami que deu no Japão em 2011, o autor decidiu fazer uma pausa pois não se sentia bem em abordar o tema "apocalipse" com toda a sua nação sofrendo. Louvável. Só que esse autor não escrevia a história e ilustrava, ele apenas escrevia, e quando decidiu voltar, o ilustrador já tava com seu projeto próprio, Triage X, que hoje até já virou anime. Desde então não teve continuação. O anime é muito bom e eu indico pra todo mundo, mas tem que assistir ciente de que a história não vai ter conclusão nenhuma.

BTOOOM!



A história fala de um grupo de pessoas que são levadas para uma ilha para viverem a versão real de um jogo multiplayer online onde os jogadores precisam se matar usando os mais diversos tipos de bombas. Para saírem, vão precisar matar outros 7 participantes para obterem seus cristais. Somente com 8 cristais (o seu e outros 7) é possível sair da ilha. Só que ao longo da história a protagonista conhece a menina a qual ele conhecia pelo jogo (seus chars eram casados, inclusive), e quando ele finalmente obtém 8 cristais, decide ficar na ilha até obter mais 7 para que a menina possa sair junto. As vendas de Blu-Ray foram bem baixas e o anime quase não alavancou as vendas do mangá. Só isso já é péssimo quando se pensa em nova temporada. Pra completar, a frequência do autor em lançar capítulos é totalmente esporádica, então mesmo que quiséssemos, ainda não teria material suficiente para uma nova temporada (a primeira adaptou acho que 50 capítulos, e o mangá atualmente se encontra no 80 ou algo assim, então pela lógica, se fosse adaptar mais 50, demoraria ainda um bom tempo pra ter nova temporada).

Gangsta



Aborda uma cidade tomada pela pobreza e comandada pela máfia. A dupla de protagonistas são dois mercenários que trabalham para quem os contratar, realizando serviços e matando ou ajudando gente. Tem um nível de drama, as cenas de ação são ótimas e os personagens carismáticos. Mas sofre dos mesmos problemas que BTOOOM, não vendeu o que tinha que vender e o mangá não só está com frequência ruim no lançamento de capítulos, mas está em hiato. Sim! Autores japoneses podem declarar hiato, vejam só! Que falta de laço em gente!

Black Lagoon



Pra finalizar minha lista de desgraça, temos Black Lagoon, esse já é mais antiguinho, o anime é de 2006, na época adaptou todo o material que tinha no mangá, posteriormente mais mangá foi lançado e com isso veio uma nova adaptação em 2010, agora em OVA de 5 partes. Desde então, mais uns capítulos foram lançados meio aleatoriamente e não tivemos novas adaptações para anime. Black Lagoon é foda, não vou nem falar como o anime é, é simplesmente foda, e esse eu posso recomendar que vocês assistam porque ele é do estilo episódico, todas as histórias duram de 3 a 5 episódios e o fim de cada uma pode ser considerado fim do anime, não tem muito o que "acabar" nele. Não é uma grande trama gigantesca e entrelaçada, são apenas as aventuras do grupo. Esse está na lista meramente por ter mais material pra adaptar mesmo, e por não ser um mangá finalizado, apenas "largado".

Menções honrosas

Rokka No Yuusha



Tenho aqui baixado e ia ver essa semana, aí li que a temporada não conclui nada e que as vendas foram péssimas, tornando uma segunda temporada algo praticamente impossível. É só o Willi ter interesse em algum anime, que ele não tem final e a segunda temporada é impossível! Que beleza!

K



K teve sua temporada em 2011 e, descontando os shows de luzes que eram as lutas, é um anime mediano/ruim, a história só se arrasta de nada pra lugar nenhum. Mas teve segunda temporada agora em 2015! Que continuou se arrastando de nada pra lugar nenhum e aí se rolar a terceira é mais três anos esperando.


Sabem, é isso que irrita. Parece que todo anime que quero assistir eu tenho que pesquisar no Google se tem final. Cancelar uma série é uma fatalidade por aqui, quase todas acabam, vão até o final, têm um fim propriamente dito. Anime não. É mais incomum eles acabarem do que serem cancelados. E não só pelos animes, mas o material original também. Tem vários outros que não citei, que teriam potencial pra continuarem sendo adaptados pra anime, mas o mangá tá em hiato ou lança capítulo só de vez em quando. Ma tamo fazendo o que, gente! Isso emputece quem acompanha!

Gostaria de saber de vocês: O que acham de tudo isso e se algum anime que vocês já assistiram também não tem final. E se alguém aí é mais dedo podre que eu pra escolher anime que acontece isso, hahahahaha

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6874
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Alexandre em Qui Fev 04, 2016 12:15 pm

Umineko no Naku Koro Ni



Além de transformar uma Visual Novel de mais de 70 horas de duração em 26 episódios de 20 minutos cada, a sequência "Umineko No Naku Koro Ni Chiru" não foi traduzida para anime, e dificilmente vai ser, devido à má recepção do mesmo.

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6860
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Eder em Sex Fev 05, 2016 11:16 am

Algumas considerações: até onde eu sei, a TOEI é um estúdio de animação. São eles quem produzem as séries de Dragon Ball, Cavaleiros do Zodíaco, Sailor Moon, One Piece, entre outros. Nunca ouvi falar de parcerias entre a TOEI e a Pierrot.

Com relação aos "animês contínuos", a versão animada de Bleach foi interrompida enquanto o mangá continua a ser publicado até hoje, nas páginas da Shounen Jump, a maior revista de mangás atualmente. Dizem que o mesmo foi cancelado por conta do baixo desempenho, isso depois de 366 episódios (+ 4 filmes e 2 extras) produzidos. O mesmo aconteceu com o animê de Katekyo Hitman Reborn, com seus 203 episódios, enquanto a autora só publicaria o último capítulo do mangá dois anos depois. Mesmo Cavaleiros do Zodíaco, que é febre por aqui, não escapou de ter seu animê cancelado e só conseguimos assistir a Saga de Hades 12 anos depois do término do mangá.
Nem mesmo os "Big Ones" tem sua continuação garantida (claro que nada impede que eles venham a receber continuações futuramente, como aconteceu com Inu Yasha ou com o próprio CDZ).
Acredito que o principal motivo para criarem adaptações animadas de títulos que ainda estão em andamento é o interesse do público naquele momento: se pensarmos que o animê é uma espécie de propaganda do mangá/light novel que lhe deu origem (afinal, quem acompanhou a versão animada e gostou, pode querer acompanhar a obra original), o contrário também se aplica (se eu leio o mangá, provavelmente vou querer assistir o animê, talvez porque eu goste muito da história, ou, para ver como será adaptada, entre outros motivos diversos). Agora, imagine se resolvessem adaptar Dragon Ball em animê só depois que o Toriyama concluísse o mangá. O último capítulo saiu em 1995 e foram 444 episódios semanais (somando a saga clássica e o DBZ) exibidos durante 08 anos. Será que o pessoal teria paciência para acompanhar o animê de Dragon Ball até 2002? Será que o interesse não teria morrido nesse meio tempo, o que poderia ter causado um cancelamento no mesmo? Será que teríamos a chance de ver a série por aqui, se o animê não tivesse começado enquanto o mangá ainda estava em andamento?

Quanto aos animês por temporadas semestrais/anuais, temos alguns casos, sim. De cabeça, lembro de Bakuman (recomendo, para quem quiser conhecer como é a vida de um mangaká, além de ter sido escrito pela dupla responsável por Death Note), com três temporadas de 25 episódios e Kuroko no Basket (3x26). Não por acaso, as duas são adaptações de mangás publicados na Jump xD

Também não dá para esquecer que, do ponto de vista das empresas, um animê é um produto. Não é porque o Willi, o Alexandre ou Eder, que estão lá do outro lado do planeta, gostaram do nosso desenho animado que nós vamos criar uma nova leva de episódios para agradá-los. Eles investiram dinheiro e precisam, de alguma forma, recuperá-lo. Como você disse, se não vendeu os discos e/ou não ajudou a vender mangás, não cumpriu seu papel, não é necessário investir mais dinheiro no produto. Aqui tem uma matéria recente sobre custos envolvidos na produção de uma temporada de animê (destaque para o segundo parágrafo):
Código:
http://www.otakupt.com/anime/quanto-custa-uma-temporada-anime/

Quanto aos mangakás preguiçosos, não acho legal generalizar. A grande maioria tem uma agenda apertada e costuma cumprir prazos rigorosos, assim como tem alguns que trabalham menos. Eiichiro Oda, autor de One Piece, é um bom exemplo de cara dedicado, que vem lançando capítulos semanais, desde 1997. Normalmente ele só faz pausas por motivo de saúde. Hiro Mashima, autor de Fairy Tail, é outro bom exemplo, afinal, além dos capítulos semanais, sempre que sobra um tempinho, ele se envolve em algum projeto paralelo, ou escreve algum capítulo especial para a série, auxilia no roteiro de epísódios... enfim, o cara é um workaholic. Claro que temos os exemplos "negativos", basta dar uma procurada em "Yoshihiro Togashi hiato" no Google e você verá a indignação dos fãs de Hunter x Hunter xD
O mangá de Gangsta, por exemplo, está em hiato porque a autora tem uma doença. Segundo as informações que encontrei, ela sofre de eosinofilia idiopática e precisa fazer tratamento, assim, ela precisa ir ao hospital constantemente =/

A parte da exibição na TV não dar lucro, é um tanto estranha. Não sei como funciona por lá, mas, por aqui, as emissoras se mantém graças às propagandas exibidas e aos horários vendidos para produtoras independentes (por exemplo, programas religiosos). Entretanto, quando um animê é exibido no Japão, logo após a animação de abertura ser exibida, uma pessoa diz que a série está sendo transmitida graças aos patrocinadores, enquanto os nomes e/ou logos de algumas empresas são exibidas (exemplo no vídeo no spoiler). Não ficaria surpreso se os comerciais exibidos fossem dessas empresas (afinal, elas não vão patrocinar uma série apenas por caridade xD), o que poderia explicar porque a exibição em TV não é um fator determinante para as produtoras.

Spoiler:

Ah, e "K" é um animê com história original. Os mangás e novels é que são adaptações xD

Agora, respondendo sua pergunta: acho que a grande maioria dos animês que assisti e que são adaptações de mangás, não tem final, ou tem um final próprio, diferente da série que o originou. E são raros os animês adaptados de novels que tenham seguido a série original até o fim, afinal, elas costumam ter um ritmo de produção mais lento. Acho até que os animês baseados nelas já são planejados como uma "propaganda animada, estendida, de XX episódios", assim, se fizer sucesso, fazem uma continuação, se não, acaba por ali mesmo. Uma exceção é Another, mas essa foi volume único.
Para não falar besteira, fui olhar minha lista e dos animês e, de A até E, só os que foram adaptações completas são: (os dois já citados) Another, Bakuman., Bannou Bunka Nekomusume (que ganhou três adaptações, uma série de OVAs, uma de TV e outra com os personagens mais velhos, também em OVA... alguns com tanto, e outros com tão pouco xD), Cardcaptor Sakura, Death Note, Dragon Ball e DNA² (um dos raros casos em que o animê começou depois do original terminar, mas o mangá teve apenas 05 volumes). Bishoujo Senshi Sailor Moon, que eu pensava ser uma adaptação completa, acabou por não animar parte do último arco do mangá.
Então, Willi, não culpe seu "dedo podre", afinal, é assim que a indústria de animês funciona. Só o que nos resta é torcer para os fãs comprem muitos mangás, DVDs e Blu-Rays para garantir que novas temporadas de nossas séries favoritas sejam produzidas. Do contrário...

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4431
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Willi em Sex Fev 05, 2016 11:51 am

Sensacional explicação Eder!

Eu entrei de cabeça nesse universo há pouco tempo, então tudo ainda é novidade pra mim, cometi uns deslizes ali no tópico, mas é ótimo que alguém com um conhecimento mais aprofundado como você faça os apontamentos necessários e explique o lance real da coisa.

Também, eu sempre fico surpreso em ver como parece que a maioria das pessoas que assistem a tal anime, não ficam exageradamente indignadas com o cancelamento ou não finalização da história do mesmo, a máxima reação é um "indignado conformado", nem chega perto dos meus rages kkkkkkkkkkkk. Mas se é assim que a indústria funciona, então já estão acostumados e faz sentido tratar a situação com um pouco mais de maturidade. Mas que todos querem uma sequência de Highschool of The Dead, isso é inegável XD

E se daquela sua listona só tiveram esses poucos com adaptação completa do mangá, essa situação tá mais do que justificável.

Não sabia que K era um anime com história original. Agora acho que vou criar coragem pra assistir o Return of The Kings.

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6874
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Eder em Sex Fev 05, 2016 12:29 pm

Obrigado!
Sim, o pessoal até fica um pouco chateado quando uma adaptação é cancelada. Acho que parte disso é porque estão acostumados, mas, um outro motivo, na minha opinião, é o fato de que os materiais de origem são, em grande parte, fáceis de se encontrar na internet. O animê não cobriu todo o mangá e você quer saber como a história termina? Fácil, entre num site e você poderá ler os capítulos traduzidos, ou, caso ele seja popular (e rentável) o suficiente, alguma editora publicará por aqui. Claro que nem todos são assim, principalmente, quando o assunto são as light novels, já que a quantidade de texto é bem maior e não é fácil achar fãs dedicados a traduzirem e as editoras brasileiras não investem tanto nesse material.
Já outros fãs, nem ligam muito para isso. Dos publicados por aqui, eu costumo acompanhar os mangás das séries que assisti (e que gostei, claro), mas raramente vou atrás de um mangá na internet, caso o animê dele tenha sido cancelado.
Ah, na verdade, eu só peguei os primeiros da lista (A-E) para fazer a comparação xD
Kuroko, que eu citei no post, também está entre os completos, por exemplo. Outros que posso citar de cabeça são Fullmetal Alchemist: Brotherhood e Hellsing Ultimate. Mais tarde, eu vejo o restante da lista e cito mais alguns.

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4431
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Willi em Sex Fev 05, 2016 5:19 pm

Perfeito!

Mas dá um desânimo ter que passar a acompanhar por leitura uma obra que você via animada, com sons e "falas faladas". No meu caso, eu não acompanho muito a cena mangá, sempre conheço os animes antes, então acabo considerando o mangá mais como um "extra" ou "opção B" para a história do anime do que verdadeiramente a fonte original do conteúdo. Sem falar que não gosto de ler quadrinhos no monitor. Tudo isso somado, faz a opção "continuar no mangá" ser menos atraente, ainda mais pelos hiatos. Mas, quem sabe. Se um dia HOTD, BTOOOM! ou Gangsta acabarem, me disponho a ler seus mangás pra ver o desfecho da história. Black Lagoon é episódico, então tanto faz ler ou ficar com o encerramento do anime. Naruto por exemplo, tá uma escolhambação de filler do cacete, ano passado eu peguei um domingo e fiquei o dia inteiro lendo do começo ao fim da guerra ninja, porque meu Deus, do jeito que tá, aquilo só acaba no anime em 2020.

Do meu equívoco anterior, acho que a Tomy (e não Toei) é produtora ou patrocinadora da Pierrot, ou pelo menos tem alguma relação com a mesma, visto que faz os jogos baseados nos animes no estúdio, não? (estou tentando me redimir do equívoco, ou estou saindo da merda ou estou patinando mais ainda nela XD)

No mais, vou aguardar tua lista de obras "com final" pra eu selecionar umas prioridades de o que assistir em 2016 XD

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6874
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Eder em Ter Fev 16, 2016 8:27 am

Esse é um dos males dos "Big Ones", para se manterem no ar, acabam tendo os intermináveis fillers.

A Takara Tomy é uma empresa que fabrica brinquedos (como Transformers e Beyblade) e jogos. Lembro de ter ouvido o nome dela como patrocinadora de algum(ns) animê(s) e, segundo o ANN (Anime News Network), ela cuidou da produção de alguns filmes de Pokémon, Inazuma Eleven (Super Onze) e Pretty Pretty Rhythm (curiosamente, os três são baseados em games).
Sobre a relação dela com a Pierrot... bom, a Tomy produziu jogos de Naruto e de Yu Yu Hakusho, dois animês feitos por esse estúdio, então, pode ser que ela seja patrocinadora.

Agora, continuando a lista de adaptações que foram até o final temos, além dos já citados (e que eu recomendo) Fullmetal Alchemist: Brotherhood e Hellsing Ultimate, Heart no Kuni no Alice: Wonderful Wonder World (filme, adaptação do primeiro jogo de uma série de visual novels, baseado em Alice no País das Maravilhas - mas achei a história bem confusa), Hetalia (o mangá é composto de tiras de quatro quadros, 4komas, e boa parte delas virou animê, além disso, não segue uma linha cronológica fixa, por isso, considero completo), Ibara no Ou (filme, adaptação de um mangá de cinco volumes, a história é interessante), InuYasha + InuYasha: Kanketsu Hen, Kidou Tenshi Angelic Layer (não tenho certeza, já que só vi o animê, mas ambos terminaram na mesma época), Kuroko no Basket (três temporadas), Level E (esse animê é hilário; Togashi, apesar dos constantes hiatos, cria boas histórias), Majo no Takkyuubin/O Serviço de Entregas da Kiki (filme do famoso Studio Ghibli - o mesmo de "A Viagem de Chihiro", que ganhou um Oscar de melhor animação -baseado numa novel infantil, não posso confirmar se o final é o mesmo, já que eu só vi a versão animada; entra na lista pelo "benefício da dúvida" xD), Mirai Nikki/O Diário do Futuro + Mirai Nikki Redial (mais um que virou animê depois do mangá acabar; também acho a história, num estilo jogo de sobrevivência, legal); Neko no Ongaeshi/O Reino dos Gatos (outro filme do Ghibli, baseado num mangá; curiosamente, o personagem Barão aparece, pela primeira vez, num mangá fictício, escrito pela protagonista de outro filme do Ghibli, lançado sete anos antes), Nodame Cantabile + N. C.: Paris-hen + N.C.: Finale) (comédia romântica sobre dois estudantes de música clássica, o aspirante a maestro Chiaki e a pianista Nodame), Saint Seiya/Os Cavaleiros do Zodíaco + Saint Seiya: Hades (acho que esse dispensa explicações xD), Sakamichi no Apollon (outro com conteúdo musical, ganhou destaque por ter Shinichiro Watanabe como diretor, o mesmo do aclamado Cowboy Bebop), Sakura Wars/Sakura Taisen (adaptação da série de jogos da SEGA, Sakura Taisen), Street Fighter Zero (Alpha): The Animation (filme que adapta o jogo, incluindo um "irmão perdido" do Ryu... que nasceu no Brasil?!), Super Mario Brothers: Peach-hime Kyuushutsu Daisakusen! (mais um filme que adapta um jogo, com algumas mudanças, como o fato dos irmãos Mario não trabalharem como encanadores, mas numa mercearia... xD), Yu-Gi-Oh! (Zero) e  Yu-Gi-Oh! Duel Monsters e Yu Yu Hakusho (ainda estou lendo o mangá, porém, dizem que o animê não adaptou alguns pontos dos últimos capítulos, mas esses seriam apenas cenas bônus/extras... em suma, o plot principal foi adaptado).

Lembrando que essa é a lista dos animês que são adaptações completas de mangás e novels. Também incluí adaptações de jogos, mas, neste caso, considerei mais o plot do animê/filme estar completo do que a adaptação em si. Séries originais e adaptações que ganharam um final próprio (diferente do material de origem), não foram incluídas (depois, posso fazer outra lista, com os animês originais).

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4431
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Eder em Sex Fev 19, 2016 2:39 pm

E não sou só eu que recomendo FMA:



Código:
https://twitter.com/IntegerDevourer/status/700496178715238400

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4431
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Willi em Sex Fev 19, 2016 7:38 pm

Eu comecei a ver Hellsing Ultimate pela sua recomendação aqui no tópico, e já estou baixando FullMetal Alchemist Brotherhood pra ver em seguida. FMAB eu estou pegando dublado e a dublagem me parece muito boa.

Yu-Gi-Oh eu só assisti o que passou na Globo, e quase me caiu o cu da bunda ao saber que ele é longo o suficiente pra ter 244 episódios (quase chega ao tamanho de DBZ, que tem 291). Mirai Nikki tenho um amigo que adora, então mais cedo ou mais tarde vou acabar assistindo. Cowboy Bepop, que foi citado "por tabela" na sua lista, é episódico pelo que eu sei, e tenho interesse em ver também. Quanto ao InuYasha, não sabia que tinha acabado, achei que o final era exclusiva do mangá. Deus, dai-me tempo! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sua lista de animes com finais próprios será bem vinda, Lorde!

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6874
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Cadê O Final?!

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 12:40 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum