A Primeira Geração - A Era das Trevas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

A Primeira Geração - A Era das Trevas

Mensagem por Alexandre em Qui Abr 09, 2015 9:12 pm

Não sei se isso é comum, mas até alguns anos atrás eu considerava o Atari 2600 como o primeiro vídeo-game. Talvez isso se deva ao fato dele ter se tornado muito mais popular do que qualquer console da primeira geração.

Mas então, qual foi a primeira geração? Quais eram seus vídeo-games? Como ela funcionava? Hoje eu tirei o dia para explorá-la. Passei um bom tempo pesquisando por vídeos, textos e imagens mostrando os primeiros consoles em ação, entre 1972 e 1977. O que eu descobri, você confere logo abaixo:



Capítulo 1: Magnavox dá a partida




Isso que você está vendo aí em cima é o Odyssey. Ele é o pai dos consoles. Foi o primeiro vídeo-game a ser lançado para o público e obter sucesso. Foi feito pela Magnavox em 1968, porém passou por uma alteração e só foi lançado oficialmente em 1972. O primeiro protótipo ficou conhecido como Brown Box, e está disponível para ser visto em algum museu por aí.

Sim, meus amigos, o Odyssey é o primeiro vídeo-game da primeira geração. O "Start" nessa área de entretenimento havia sido dado pela Magnavox. Mas, como o Odyssey funcionava? O que tinha de bom pra jogar nele?

No total, o Odyssey recebeu 27 jogos, que foram distribuídos em 12 cartuchos diferentes. Esses jogos eram extremamente simples. O mais simples que você pode imaginar. Pra se ter uma idéia, eles não tinham nem cor e nem som. Era apenas quadrados brancos numa tela preta. Porém, a Magnavox teve uma idéia para que esses jogos se tornassem, digamos, menos monótonos. E foi uma idéia bem esquisita.



Para ter um "cenário" para seu gameplay, os jogos acompanhavam uma espécie de plástico transparente com uma imagem colorida conhecido como "Overlay". Você simplesmente pegava esse plástico e colava na televisão. Dessa forma, os quadrados do jogo pareciam estar em uma tela colorida. Sério, isso era o melhor que podia ser feito na época. Eu vou deixar um vídeo no final desse tópico onde um cara mostra vários jogos do Odyssey rodando numa TV da época com direito aos Overlays oficiais. Assistam, é muito legal.

Naquela época, os consoles não conseguiam nem sequer mostrar placares na tela, então o console acompanhava alguns acessórios para serem usados no mundo real. Isso incluía dados, fichas de pôquer, e tabelas para você marcar os pontos de cada jogador. Também incluía uma arma igual aquela do NES, para jogos como Prehistoric Safari.

Para ligar o Odyssey, você precisava usar 6 baterias C, que já vinham inclusas, mas também tinha um cabo A/C que podia ser usado, porém vendido separadamente. Claro, a Magnavox sabia que o seu console logo receberia concorrentes, e então resolveu partir para o ataque, em busca de manter a fama do Odyssey.



Capítulo 2: Os adversários da Magnavox



Em 1975, a Magnavox resolveu lançar outra versão do Odyssey. Mais precisamente, uma série de outros consoles que ficou conhecida como "Magnavox Odyssey Series". O primeiro deles foi o Odyssey 100. Ele era extremamente mais simples do que os que estavam por vir. Ele vinha com dois jogos, Tennis e Hockey. Ainda não havia o placar na tela, e o som não passava de um estranho zumbido.

No mesmo ano foi lançado o Odyssey 200, que era uma versão bem melhorada do Odyssey 100. Além de Tennis e Hockey, um terceiro jogo chamado Smash foi adicionado. Esse também foi o primeiro console que tinha opção para 2 ou 4 jogadores. Finalmente, foi implantado um sistema para contar os pontos de cada jogador, mas não era em números: Um quadrado na tela avançava um pixel para a direita cada vez que o jogador marcava um ponto. Já era um começo.

Mas agora... A coisa ficava mais difícil para a Magnavox: Um concorrente surgiu: O Telstar, da Coleco.



Pra não tornar esse texto longo e enjoativo, pense o seguinte: O Telstar nada mais era que um console com quase os mesmos jogos do Odyssey, e também recebeu várias versões diferentes. Sério, ainda bem que hoje isso não é assim. Imagina ter que comprar uma versão diferente de um vídeo-game para jogar dois ou três jogos?

Enfim, a Magnavox pela primeira vez teve que lutar com um concorrente sério. O Odyssey 300 foi lançado com a intenção de bater o Telstar. Eles continuaram lançando mais e mais versões do Odyssey Series. A última oficial foi o Odyssey 4000, em 1977. Ele possuía um total de 8 jogos, sendo variações de Tennis, Hockey, Squash e Practice. Também foi o primeiro a possuir suporte à cores.

Um Odyssey 5000 estava para ser lançado, mas foi cancelado. Era o fim do Odyssey na primeira geração. Acabou que o Telstar da Coleco vendeu cerca de 1 milhão de unidades contra cerca de 330.000 do Odyssey original.


Capítulo 3: Pong na sua Casa



Mesmo a Atari só tendo sucesso mesmo com seu futuro Atari 2600, eles se aventuraram na primeira geração também. Em uma parceria com a Sears Tele-Games, em 1975 eles lançaram uma versão do Pong para ser jogada em casa na sua televisão, chamado Home Pong.

Infelizmente, naquela época o Odyssey já estava muito tempo na ativa, e a Coleco estaria entrando na disputa no ano seguinte, mas mesmo assim, essa versão caseira do Pong vendeu cerca de 150.000 unidades.


Capítulo 4: É a Vez da Nintendo



Em 1977, a toda-poderosa Nintendo entrou na disputa com o seu Nintendo Color TV-Game. Como o próprio nome sugere, eles deixaram claro que seu console era capaz de reproduzir jogos em cores sem a necessidade de acessórios extras como no caso do Odyssey.

Também foram lançadas várias versões diferentes, mas os jogos era aqueles que o público já estava acostumado a ver, como as variações do Pong. Versões futuras trariam outras adições, tentando apresentar uma jogabilidade diferente, porém dentro dos limites da geração.

Em 1980, a primeira geração apresentou sua última carta, com o Computer TV-Game da Nintendo, que era uma nova versão do Color TV. No total, todas as versões do Color TV venderam 3 milhões de unidades.


Epílogo: O Futuro Chegou



Em 1976 chegava às lojas o Fairchild Channel F que hoje é conhecido como o primeiro console oficial da Segunda Geração.

Quanto à Magnavox, ela continuou tentando e lançou o Odyssey², porém ao contrário da Primeira Geração, a segunda foi muito mais disputada, e a Atari conseguiu praticamente dominá-la com o seu Atari 2600. O resto a gente já conhece.


Ah, e como prometido, aqui está o vídeo mostrando o Odyssey e seus Overlays em ação:


__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6856
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Primeira Geração - A Era das Trevas

Mensagem por Eder em Sex Abr 10, 2015 10:21 am

Muito interessante o tópico. Na verdade, nunca liguei muito para essas coisas de geração, até que, há alguns meses, estava lendo umas curiosidades da Nintendo e descobri que ela era distribuidora dum tal "Magnavox Odyssey" no Japão. Aí, li um tópico sobre ele na Wikipédia, mas não cheguei a me aprofundar no assunto.
Que trabalheira trocar esses overlays sempre que quisesse jogar algum coisa. E tem gente que reclama das gerações atuais xD
Ah, já que o Color TV-Game foi citado, o 15 aparece como Assist Trophy, com uma partida de Light Tennis, nos Smash para 3DS e Wii U xD

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4426
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum