Alexandre resume: Promise

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Alexandre resume: Promise

Mensagem por Alexandre em Qua Nov 12, 2014 5:37 pm



Ontem eu baixei mais um joguinho de RPG Maker, e acabei zerando de uma vez só. Sim, comecei às 8 horas da noite e terminei lá por volta das 11 horas. Fiz uma pausa ou outra, mas a maior parte foi direta.

Como não vale a pena fazer reviews desse tipo de jogo, já que a jogabilidade é sempre a mesma, resolvi fazer diferente: Vou resumir a história pra vocês. Então vamos lá, esse é o Promise.


A heroína da história se chama Mia. Ela viva em um orfanato até a casa dos 10 anos de idade, quando foi adotada. Hoje, 10 anos se passaram, e ela vive sozinha, porém sofre com terríveis pesadelos. Ela perdeu a memória da época em que vivia no orfanato, e isso acaba a assombrando. Ela tem visões sobre uma estranha garota loira que parece querer algo com ela.

Um dia, ela conversa com sua mãe adotiva, e decide ir até a ilha onde ficava o orfanato. Ela encontra um homem que a leva até lá de barco. Porém... Tem vezes que é melhor não saber o que houve...

Mia entra no orfanato, e já de cara se assusta ao ouvir alguém tocando piano. Quando se aproxima de uma das salas, encontra uma estranha garota de cabelos brancos, que ao olhar para ela diz: "Olha quem está de volta... Por que você nos abandonou?!"




Desesperada, Mia desiste de explorar o orfanato (Eu também faria isso) e tenta fugir. Porém, a porta de entrada simplesmente estava grudada na parede, e não era possível nem sequer tocar a maçaneta. Pra piorar a situação, seu celular está sem bateria (Ela jura que carregou antes de sair).

Naquele instante, o telefone toca. Quando ela atende, ouve uma sinistra voz.




Após esses eventos bizarros, Mia consegue acesso a uma área do orfanato cheia de bonecas. Aparentemente, uma das órfãs se divertia fazendo bonecas, mas... Digamos que ela era meio... Perturbada... É revelado através de flashbacks que Mia tinha um coelho de estimação, e essa garota, usando uma tesoura arrancou as orelhas do bichinho para tentar deixá-lo mais "fofinho". Sério, tem que ver isso aí.

No mais, as bonecas eram extremamente feias e assustavam o pessoal do orfanato.




E, como se Mia não fosse extremamente azarada, as bonecas que essa garota fazia tinham a fama de possuir "Olhos e ouvidos". Ou seja, elas possuíam vida própria. Uma mensagem deixada por uma das enfermeiras do local dizia que, quem encontrasse a carta deveria queimar todas essas bonecas. Mia encontra um isqueiro e resolve fazer isso.

Após queimar as bonecas, ela consegue acesso a uma nova sala... E quem ela encontra lá?




A garota perturbada resolve convidar Mia para jogar Esconde-esconde... Com uma faca.

Desesperada, Mia corre e se esconde em uma estante num dos quartos. A garota a persegue, e parece falar com as bonecas no percurso. Detalhe que onde Mia se escondeu, não há bonecas.

Mia sai de seu esconderijo e se encontra novamente com a garota, que começa a chorar porque nunca havia sido derrotada num jogo de Esconde-esconde. Do nada, ela se transforma em uma boneca, e deixa cair uma chave.

A chave dá acesso ao jardim do orfanato. Nesse local há "plantas gritadeiras" que causam dano se você chega perto. Na construção do jardim, Mia encontra outra garota que parece se lembrar dela. E o melhor é que essa não é assassina.




A verdade é que essa garota infelizmente não conseguiu evitar a morte de sua irmã no passado, e se culpa até hoje. Ela sugere que Mia fuja o mais rápido possível desse lugar. Monstros começam a invadir o jardim, e não há outra saída a não ser sair de lá por enquanto.

De volta ao orfanato, Mia consegue acesso a uma outra área. Lá, ela encontra uma estranha garota presa numa sala trancada.. Ela possui cabelos vermelhos, e não fala. Sim, ela é muda. Mas através de gestos, ela deixa claro que quer segui-la. Após libertá-la, Mia concorda em deixar que ela a siga.

Essa garota possui a chave para uma nova sala. Mia entra e lê um papel contando a história de uma órfã chamada Rei. Aparentemente, ela descobriu algo muito sério envolvendo a diretoria do orfanato, e mesmo sem a capacidade de falar, ela foi isolada.

Isso mesmo... É a mesma Rei que Mia havia libertado.




Rei enlouquece e empurra Mia para o subterrâneo do orfanato. Lá ela é perseguida por fantasmas, até conseguir voltar à superfície.

Já cansada de tudo isso, Mia consegue recuperar acesso ao jardim. Sim, os monstros foram embora. A garota de cabelo verde ainda estava lá, e Mia tenta convencê-la de que ela não teve culpa da morte de sua irmã. A garota concorda em ajudar Mia, contanto que ela lhe faça um favor: Recuperar o lenço que era de sua irmã. Valor sentimental, sabem?

Mia explora outro trecho do jardim, onde há fantasmas de crianças... Sem medo, são fantasmas inofensivos.




Mia recupera o lenço e volta para entregar à garota, que agradece e pede que entre em sua cela... Quando Mia entra... Ela não está mais lá!

A essa altura, Mia já percebeu que esse lugar não pode ser real. As pessoas não são reais. Mas ela ainda quer saber sobre sua origem. Enquanto caminha pelo corredor que leva ao topo do orfanato, ela ouve uma voz que diz: "Por que ela está sendo adotada? Ela é tão feia..." "Por que ela é sempre a favorita...?"

Após escapar de sombras que ameaçam sua insanidade, Mia finalmente chega na última área do orfanato... Os quartos! Ela consegue entrar no quarto que era dela! E lá, ela encontra alguém...




Mia se desculpa por ter abandonado essa garota. Aparentemente, elas haviam feito uma promessa de que nunca abandonariam uma a outra. Mas, como Mia foi adotada, ela acabou deixando o orfanato, e pelo jeito se esqueceu dessa promessa. (Foi isso que eu entendi).

Aos poucos ela recupera a consciência...






O jogo termina com Mia contando que foi encontrada desmaiada na floresta perto do orfanato, sem saber como foi parar lá. Aparentemente, não havia nenhuma construção por perto.

Enfim, esse foi o Promise. O jogo possui alguns bugs meio grotescos, como o fato da personagem andar de forma meio "torta", e em alguns trechos você consegue passar por cima de buracos, e até sair da tela.

A história é legal, eu confesso que no começo estava achando meio clichê, mas no fim se mostrou bem interessante. Achei o final meio confuso, mas é comum em jogos que apostam no psicológico.

Enfim, é isso.


__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum