Se escopeta não mata, joga granada!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Willi em Dom Jun 22, 2014 11:05 pm

Ultimamente, os games que tenho jogado vêm me decepcionando. Não por serem ruins, pelo contrário, muitos deles são ótimos. Meu descontentamento vem da mesmice e falta de criatividade que encontro em praticamente todos os games "blockbusters" que pego pra jogar. Hoje, cheguei a sentir como se estivesse jogando a mesma coisa por anos, só que com roupagem renovada a cada mês (período médio em que fico num game que gosto atualmente).

"Graças" aos gráficos de ponta que a 7ª Geração de Videogames atingiu, muitas tendências negativas se instalaram e se impregnaram com força na indústria gamística. Coisas que antes aconteciam em poucos games e afetavam de maneira tímida o mercado, hoje em dia estão saturadas de tanto que as vemos em nossa frente. E tenho vários exemplos para citar. Mas, esquecendo totalmente que "etc" existe, eu quero destrinchar todos que vêm à minha mente.

O primeiro deles: jogos hollywoodianos. Filmes interativos. Cinema com botões. É fato que um jogo com uma história envolvente nos prende muito mais e nos deixa bem mais curiosos para desvendar a trama e continuar jogando. Mas a maneira com que essa "história envolvente" é contada pode influenciar no restante do conjunto do produto (no caso, o jogo). RPGs conseguem envolver seus jogadores desde os 8 bits sem precisar de cutscenes ou CGs. Para seus apreciadores, aqueles personagens de corpo minúsculo e cabeça grande muitas vezes enfrentam tramas ainda mais complexas e bem trabalhadas do que o barbudo suado que foge com a menininha no apocalispe zumbi do PlayStation 3. A ausência de cinemáticas é compensada com outros elementos, como jogabilidade, por exemplo. Afinal é um jogo, se liguei meu videogame com isso eu quero jogar, e não assistir a porra de um filme. Então a jogabilidade TEM QUE SER boa. Só que isso não é o que a maioria das empresas produtoras de games da atualidade pensam. Socam trocentos filminhos em computação gráfica dentro do game, e fazem jogabilidades muitas vezes porcas que precisam de trocentos updates para se corrigir tudo. Afinal, hoje em dia ninguém leva o videogame na casa da vó onde não tem internet pra jogar, não é mesmo? Dá pra lançar o jogo de qualquer jeito sem problema, qualquer coisa mete um patch de 500 MB pro gamer baixar que é tranquilo, todo mundo tem uma conexão de internet velosíssima pra atualizar esse game na hora antes de perder a vontade de jogar. Mas voltando ao foco. Enredos trabalhados se tornaram muito mais frequentes nos jogos de hoje em dia do que eram nos títulos de outrora. Se antes a maioria dos games possuía apenas uma história inicial que servia de pretexto para o protagonista cruzar várias fases e então, ao concluí-las, houvesse o desfecho, hoje em dia é o contrário, games com esse tipo de enredo são minoria, enquanto a grande parte dos títulos aposta em roteiros dignos de filmes. O problema ocorre quando a vontade de fazer uma produção dramática é tão grande quanto a vontade de criar todas as outras partes do jogo, somadas. Isto é, o foco na história do game é tão grande, tão valorizado, que a jogatina em si, a essência do videogame, fica em segundo plano. Isso acarreta em jogos com baixo replay, onde a história fica tão digna de filme, que você não volta a jogar depois de ver sua conclusão, tal qual você não assiste de novo ao filme que viu ontem. São jogos de "uma vez". Ou então, após concluir a "maravilhosa história", você vai para o multiplayer, onde procura dar um sentido a mais ao dinheiro que gastou com seu joguinho. E faz isso até que venha outro jogo "blockbuster fodão AAA melhor game do ano" e o ciclo se inicie de novo.



Hype. Jogos com o padrão gráfico atual já vêm surgindo desde 2006 quando a 7ª Geração teve seu início. Claro que a cada ano as produtoras nos impressionam com games mais e mais bonitos, mas num resumo geral, é a fórmula de 2006 quem vem se aperfeiçoando. Então, já fazem 8 anos que os jogos com "gráfico de hoje em dia" estão aí, e ainda assim, o pessoal não cansou de se impressionar. Julgo eu, que você se impressiona com o padrão gráfico dos jogos no início de uma geração, e depois aquilo se torna rotina. Mas os gamers em sua maioria parecem não ter esse julgamento, eles ficam como ovelhas que obedecem ao cajado do pastor chamado Produtora. Cada jogo novo que é anunciado ganha, sem trailer de gameplay, sem divulgação de detalhes aprofundados, e sem maiores informações, o título de game do ano. Cacete, como pode ser game do ano, se você nem jogou ainda!? Afinal é um jogo, você tem que jogar, e se ele te divertir e trouxer mais prós do que contras, pode competir como game do ano contra outros títulos que fizeram o mesmo. Mas o pessoal se ilude e hipnotiza feito retardados perante a trailers de CGs! Já repararam que 90% dos jogos de hoje em dia possuem uma Game of The Year Edition sem nem concorrer a esse título? É isso mesmo, "vamos socar umas skins a mais e uma hora extra de gameplay, e vender. Porque VAI vender!" O hype que as pessoas fazem em cima de títulos os quais nem experimentaram ainda, e os adjetivos que concedem a jogos que não merecem por pura empolgação do momento, é algo de uma alienação absurda que na minha cabeça não entra. Eu juro que tento entender certos pontos de vista lendo os comentários das notícias de vez em quando nos sites por aí, mas não vai, é incompreensível como os jogadores se deixam manipular e hipnotizar tão facilmente por jogos que não têm ou terão NADA de especial. Quero citar um caso em específico, que já vem causando um alvoroço gigante na internet desde seu anúncio. O game Destiny, da Bungie. Não me recordo com exatidão se a primeira vez que ouvi falar desse título foi em 2012 ou 2013, mas sei que é um jogo esperadíssimo por muitos. Já está no ar a versão Alpha dele para o pessoal ir experimentando. E eu já vi gameplays. Não é nada mais do que um FPS com monstros. Pessoal, Gears of War, Doom, Duke Nukem, Resident Evil, Dead Space, Dead Island e vários outros já não têm tiro-teio com monstros há anos? Qual o motivo desse fogo todo no cu pelo game, em gente? Não dá pra entender.



E falando em Destiny, que será, pelo que entendi, um multiplayer online, chegou o momento "Willi velho gagá ranzinza que vai às ruas pelado protestar pelos 20 centavos da passagem e pela contra-evolução dos videogames"! A minha opinião não muda, videogame não deveria se conectar com a internet. Mas não vamos culpar Sony e Microsoft por popularizarem isso nos últimos anos, pois todos sabemos que Nintendo e Sega já tentavam isso há décadas atrás, por meio de trecos que tentavam transformar seu videogame num projeto de robô Transformer. De mãos dadas com o Hype por qualquer bosta, a internet nos videogames só faz crescer a comodidade das produtoras para com seus jogos. Cada vez se investe menos em educação mais milhões para se fazer os jogos, e cada vez os games vêm com mais erros. Por quê? Eu preciso mesmo responder? "Ah, deixa o cara jogar lá, se tiver uma parede invisível que impedir ele de progredir na campanha ele posta em algum lugar e a gente lança um patch". É desse jeito que vão as coisas. Games menos polidos, menos trabalhados, e eu vou falar mesmo porque eu sou radical, cada vez feitos mais nas coxas, de maneira mais relaxada e com menos capricho. A física de Watch Dogs que o diga. O personagem ficar em pé com facilidade na extremidade de uma montanha estando só sobre a metade de seu calcanhar é uma coisa que eu só via nos games dos anos 90, [ArlindoGrund]mas parece que é uma moda que veio pra ficar e está com tudo nessa estação atual também.[/ArlindoGrund]. E eu nem vou falar sobre o multiplayer online o qual discordo plenamente, pois acho que esse bando de gordo tem mesmo é que sair de casa e se encontrar com os amigos pra jogar, largar a porcaria do Facebook/Whatsapp e se encontrar com a turma pra tomar um refrigerante e dar risada ao vivo e [voltar a] aprender a se socializar. Nem vou falar disso, antes que me crucifiquem. "Ah ma tu gosta de jogar SNES online". Olhem a proporção de uma jogatina alternativa (pra falar a verdade, uma gambiarra) pra jogar online um videogame de 20 anos atrás contra a proporção da jogatina online de Call of Duty e Battlefield nos consoles por aí. Mas pshhh, eu disse antes que não ia falar sobre isso.



E por último, a jogabilidade. A grande maioria dos jogos têm se tornado cada vez mais espelhados na realidade. Por consequência disso, nos videogames temos cidades reais, armas reais, carros reais, muita coisa real pra servir de pano de fundo ao filme interativo cheio de hype e com diversos bugs que serão consertados via patches, e pouca invenção, criação. Vou tomar como exemplo as armas. Tem gamer hoje em dia que sabe o que é uma AK-47 de tanto vê-la nos jogos, sendo que antes destes ele talvez nem a conhecesse de outras mídias. Se você jogar Call of Duty, Medal of Honor, Battlefield, Resident Evil, Uncharted, Watch Dogs, GTA, Far Cry, Max Payne e Spec Ops, em todos eles a dita cuja estará presente. E não só ela, como diversas outras armas que não atendem pelo cunho "Pistola, Metralhadora, Escopeta..." mas por seus nomes reais. E a maneira com a qual você as usa vai ser a mesma em todos esses jogos que eu falei ali em cima: Vão ter os inimigos franzinos que morrem com alguns tiros de pistola, vão ter os mais fortinhos que precisam de mais tiros e você já vai recorrer à metralhadora, e vão ter os fortões que vão fazer a escopeta ser necessária. E se a escopeta não mata, joga granada! É ou não é assim? Estamos ou não estamos fazendo a mesma coisa em 10 jogos diferentes? Um tem zumbis, outro tem bullet time, outro tem um celular, mas no fim das contas o que a gente faz é sempre segurar um botão pra mirar e o outro pra descer a bala.



A indústria dos videogames vive um período semelhante ao do Crash ocorrido em 1983 graças ao Atari e à sua turminha. A diferença é que hoje em dia, como a tecnologia é muito mais avançada, as produtoras usam e abusam de recursos que hipnotizam o jogador e o fazem não notar que ele está fazendo a mesma coisa que nos últimos 5 jogos que jogou. Na minha vida gamer, eu nunca havia passado por um período de jogos tão previsíveis como estou vivendo hoje. Quando eu pego uma ROM pra jogar num emulador de consoles dos 8 e 16 bits, eu nunca sei com o quê vou me deparar, quais situações enfrentarei naquele game e o que poderei ou não fazer. Quando eu gravava os games para meu PlayStation 2, era a mesma coisa: "O que será que se faz nesse aqui? Como será que é?". Mas hoje em dia está tudo tão óbvio, tão na cara, que até perdemos a vontade de jogar muitas vezes. Ou vai dizer que você nem suspeitava que Watch Dogs ia ser parecido com GTA?

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6871
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por infernosword em Seg Jun 23, 2014 1:00 am

O primeiro deles: jogos hollywoodianos. Filmes interativos. Cinema com botões.

Assim começou o melhor parágrafro da história da TTA. E olha que eu nem concordo com tudo. Eu também nem sei o que comentar, de tão completo que está esse texto.

__________________________________________________
E.T., opinião, telefone.

infernosword
Rank 106 - Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots
Rank 106 - Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots

Mensagens : 5939
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 25
Localização : flying not yet quite the notion

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Alexandre em Seg Jun 23, 2014 1:19 am

Cara, texto excelente. Li do começo ao fim prestando muita atenção. Muito bem escrito.

Eu tenho um exemplo recente pra citar aqui. Curiosamente, ia postar isso em algum outro tópico, mas deixe-me aproveitar a oportunidade:

É o Dead Island: Riptide. Não vou dizer que estou achando o jogo horrível, porque só completei 18% da campanha principal, e não estou achando tão ruim até agora. Eu diria algo em torno de mediano.

Quando você começa o jogo, uma das primeiras coisas que o menu te pede é qual vai ser a forma de se conectar com outros jogadores. Dá até pra usar rede social como o facebook pra mandar convites.

Mas o problema não é esse. É o fato de que o jogo foi feito focado no multiplayer. Hoje mesmo eu completei uma missão em que eu tinha que carregar um motor de barco por um trajeto infestado de zumbis. O problema é que quando você carrega um item pesado, você não pode atirar. O que o jogo sugeria era que, enquanto eu carregasse esse motor, um outro jogador iria matando os zumbis. Mas poxa, eu tava jogando sozinho! A solução foi fazer uma coisa de cada vez, ou seja, primeiro eliminar todos os zumbis e depois levar o bendito motor.

Enfim, é o que eu disse no tópico da E3 2014: Os jogos estão cada vez mais perdendo o foco na campanha single player. Estão fazendo de tudo pra deixar os jogadores conectados o tempo todo.

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6856
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Eder em Seg Jun 23, 2014 10:34 am

Alexandre escreveu:Estão fazendo de tudo pra deixar os jogadores conectados o tempo todo.
Maldição do XOne.

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4419
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Willi em Seg Jun 23, 2014 11:36 am

infernosword escreveu:O primeiro deles: jogos hollywoodianos. Filmes interativos. Cinema com botões.

Assim começou o melhor parágrafro da história da TTA. E olha que eu nem concordo com tudo. Eu também nem sei o que comentar, de tão completo que está esse texto.
Puxa, muito obrigado Inf, dá até frio na barriga de ler um comentário assim!

Alexandre escreveu:Cara, texto excelente. Li do começo ao fim prestando muita atenção. Muito bem escrito.
Valeu Ale, muito obrigado!

Alexandre escreveu:Eu tenho um exemplo recente pra citar aqui. Curiosamente, ia postar isso em algum outro tópico, mas deixe-me aproveitar a oportunidade:

É o Dead Island: Riptide. Não vou dizer que estou achando o jogo horrível, porque só completei 18% da campanha principal, e não estou achando tão ruim até agora. Eu diria algo em torno de mediano.

Quando você começa o jogo, uma das primeiras coisas que o menu te pede é qual vai ser a forma de se conectar com outros jogadores. Dá até pra usar rede social como o facebook pra mandar convites.

Mas o problema não é esse. É o fato de que o jogo foi feito focado no multiplayer. Hoje mesmo eu completei uma missão em que eu tinha que carregar um motor de barco por um trajeto infestado de zumbis. O problema é que quando você carrega um item pesado, você não pode atirar. O que o jogo sugeria era que, enquanto eu carregasse esse motor, um outro jogador iria matando os zumbis. Mas poxa, eu tava jogando sozinho! A solução foi fazer uma coisa de cada vez, ou seja, primeiro eliminar todos os zumbis e depois levar o bendito motor.

Enfim, é o que eu disse no tópico da E3 2014: Os jogos estão cada vez mais perdendo o foco na campanha single player. Estão fazendo de tudo pra deixar os jogadores conectados o tempo todo.
Cara, isso é muito irritante. O que eu gosto em jogar videogame e principalmente em ter meu videogame offline é isso, a paz que fica, só você e o jogo. Tenho uns amigos meus que compraram PS3 também, só que o deles é bloqueado, cara, é um INFERNO jogar naquilo, é toda hora uma popup cinza na tela "fulano te mandou uma mensagem" "fulano quer ser seu amigo" "fulano está online" ah para lá, isso tira todo o foco do jogo, e é CHATO, INCOMODA. Essa história do online já era chata quando era cada um no seu quadrado, campanha aqui, multiplayer online lá, mas misturar tudo vai virar uma zona. E pode ver que os Need For Speeds atuais já são todos assim também, com campanha e multiplayer misturados. Resident Evil também, como você falou no outro dia, tem o segundo personagem na tela por causa do multiplayer, aí tu joga sozinho tem um estorvo ali enchendo o saco. Olhando agora isso já vem de antes do que a gente pensa, só não prestávamos atenção. E tá ganhando mais força agora com o online que também se fortalece cada vez mais.

Acho que o meu próximo videogame, se eu tiver que tê-lo bloqueado, só vou ligar na internet pra fazer as atualizações.

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6871
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por J. Marlon em Ter Jun 24, 2014 12:45 am

Curiosamente eu estava pensando em escrever algo parecido, desde o dia em que o Willi comentou sobre "gráficos teletubbies" no tópico de anúncio do Sonic Lost World. Sem nada de muito importante para acrescentar, ótimo texto!

J. Marlon
Rank 22 - Donkey Kong Country
Rank 22 - Donkey Kong Country

Mensagens : 1725
Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 22
Localização : Maranguape - CE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Link-Hylian em Ter Jun 24, 2014 3:04 am

eu quero saber
quem é q transa
quem transa nessa porra

Link-Hylian
Rank 47 - Resident Evil 2
Rank 47 - Resident Evil 2

Mensagens : 2998
Data de inscrição : 23/05/2011
Idade : 20

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Eder em Ter Jun 24, 2014 8:40 am

Roberta Miranda escreveu:OLHO PRO TECLADO D MEU PC...E NÃO SEI MAIS O Q DIZER

Código:
https://twitter.com/RobertaMiranda1/status/168519087658512384

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4419
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Willi em Ter Jun 24, 2014 11:55 am

José Marlon escreveu:Sem nada de muito importante para acrescentar, ótimo texto!
Valeu Marlon, brigadão!

Olha o Haaley aí XD

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6871
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Gustavo em Qua Jun 25, 2014 9:47 pm

Ótimo texto cara, sensacional, acho que concordo com quase tudo porém,
não acho que o período atual seja tão semelhante ao Crash de 83, pelo fato de que hoje nós temos mais
acesso a informação, hoje com a internet nós podemos falar quando algo não nos agrada e isso pode literalmente mudar o rumo
do mercado, como no ano passado, quando MS apresentou todas aquelas propostas ridículas do xbox one, e como o público reagiu de maneira negativa, eles mudaram tudo;

e também pelo fato de que hoje nós temos os indies com muito mais visibilidade e eles estão sempre inovando e ditando novas tendencias, acho que jogos com No Man's Sky podem mudar tudo.

Gustavo
Rank 62 - Silent Hill 2
Rank 62 - Silent Hill 2

Mensagens : 3731
Data de inscrição : 09/11/2010
Idade : 21
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://games-in-torrent.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Willi em Qua Jun 25, 2014 11:50 pm

Bem observado Gusta! Valeu aí!

__________________________________________________
Intel Core i5 4440 3.10 GHz | EVGA GTX 660 FTW ACX 2GB GDDR5 | MSI B85M-E45 Military Class 4 | RAM Corsair Vengeance 1x8 GB 1600 MHz | HD Seagate 1TB 7200 RPM | Corsair CX500M | Gabinete Cougar Archon + RGB LEDs | Windows 10 PRO 64-bits | Monitor LG 23MP55HQ-P 1080p 60 Hz | Amplificador Hayonik Neo 200w RMS + Grave Auxiliar Sharp | Teclado Mtek KP-807 | Mouse Fortrek Spider | Mousepad PCYES Speed Racer 800x400mm | Cadeira Cavaletti NewNet 16003

Textos | Jogos Finalizados


Willi
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6871
Data de inscrição : 05/05/2010
Idade : 20
Localização : Maravilha, SC

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por J. Marlon em Qui Jun 26, 2014 1:02 am

Link-Hylian escreveu:eu quero saber
quem é q transa
quem transa nessa porra
Legal. Eu não sabia que tínhamos um pensador contemporâneo aqui no fórum... xD

J. Marlon
Rank 22 - Donkey Kong Country
Rank 22 - Donkey Kong Country

Mensagens : 1725
Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 22
Localização : Maranguape - CE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Eder em Qui Jun 26, 2014 9:00 am

Será que teremos uma pergunta sobre o pensador contemporâneo no ENEM? xD

Eder
Rank 76 - Sonic Heroes
Rank 76 - Sonic Heroes

Mensagens : 4419
Data de inscrição : 11/05/2010
Idade : 25
Localização : Araucária - PR

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Gustavo em Qui Jun 26, 2014 7:53 pm

José Marlon escreveu:
Link-Hylian escreveu:eu quero saber
quem é q transa
quem transa nessa porra
Legal. Eu não sabia que tínhamos um pensador contemporâneo aqui no fórum... xD


kkkkkkkkkkkkkk

Gustavo
Rank 62 - Silent Hill 2
Rank 62 - Silent Hill 2

Mensagens : 3731
Data de inscrição : 09/11/2010
Idade : 21
Localização : Brasil

Ver perfil do usuário http://games-in-torrent.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Se escopeta não mata, joga granada!

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 6:06 am


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum