Variable Geo Exile Mayhem

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por J. Marlon em Qui Jul 17, 2014 4:03 am

Legal.

J. Marlon
Rank 22 - Donkey Kong Country
Rank 22 - Donkey Kong Country

Mensagens : 1722
Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 22
Localização : Maranguape - CE

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Dom Jul 20, 2014 12:43 am

CAOS - CAPÍTULO I


Angel abriu os olhos. O quarto estava escuro e silencioso.

- ...Olá...?

Lentamente, sentou-se na cama e notou sua bolsa repousando numa pequena mesa. Após levantar-se, abriu-a e retirou seu globo de luz. Em seguida fez o ritual para acendê-lo.

- Isso vai iluminar um pouco... Por que está tão escuro?

Angel caminhou até a porta e a abriu. O corredor do hospital estava igualmente escuro. A única luz vinha de seu globo.

- ...Olá? Tem alguém por aqui?

Ao olhar para a recepção do hospital, Angel notou que havia um abajur aceso, porém dava curtos de energia, fazendo com que a luz piscasse repetidamente. Mais importante do que isso, havia alguém sentado, checando papéis.

- Olá...?! - Gritou Angel.

A pessoa não olhou. Continuava mexendo rapidamente em papéis. Era como se não tivesse ouvido. Angel se aproximou lentamente.

- ...Desculpe... Está me ouvindo...?

Naquele instante, a pessoa parou de mexer nos papéis. Lentamente, ergueu seu rosto em direção a Angel.

- O... O quê...

O que estava em sua frente era uma criatura de pele acinzentada. Seus olhos eram dois grandes buracos, e sua boca ficava aberta, embora não emitia nenhum som.

- Quem... Quem é você...?!!

Angel ouviu a porta de um dos quartos se abrindo. Uma mão acinzentada segurava a porta e a abria lentamente.

- Não... Não!!

Em pânico, Angel correu em direção à saída. Assim que pegou a maçaneta para abrir a porta, olhou para o vidro e deu de cara com outra criatura, que se preparava para entrar no hospital. Sem saber o que fazer, correu o mais rápido que pôde até seu quarto.

- Eu tenho... Eu tenho que sair daqui!!

Rapidamente, entrou em seu quarto e trancou a porta por dentro. Como estava tudo escuro, resolveu se esconder debaixo da cama, e desligou seu globo de luz para não chamar a atenção.


Maxwell e Akira pararam em frente à porta de uma casa.

- Esse lugar está abandonado! - Disse Akira - Tem certeza que é aqui?!
- Foi o endereço que ela nos deu! Tem que ser aqui!

Maxwell bateu na porta.

- Acho que não vão nos ouvir com essa chuva! - Disse Akira.
- Então não temos alternativa! Vamos entrar!

Maxwell tentou abrir a porta, mas estava trancada.

- Ok, isso é estranho.
- O que você sugere?

Akira tentou olhar por uma das janelas.

- Maxwell, essa casa está abandonada pelo menos à meses!
- Isso torna as coisas mais estranhas ainda... Olha, essa porta é fraca. Se forçarmos um pouco ela abre!

Maxwell apoiou seu ombro na porta e começou a empurrar.

- Me ajuda... Espera, não vai precisar!

Com um grande tranco, a porta se abriu.


No laboratório, Makoto continuava mexendo no computador.

- Quando você acha que vai ter as respostas? - Perguntou Raiden.
- Depende da pergunta... Temos várias questões no momento.
- Eu quero saber porque a Angel tem esses pesadelos!

Makoto se virou para Raiden, que estava encostado na parede, de braços cruzados.

- Raiden... Deixe-me ser franco com você... Nós estamos prestes uma arma biológica com um incrível poder de destruição. No momento, temos que nos concentrar em como faremos com que Angel...

Raiden se aproximou de Makoto, que parou de falar.

- Eu sei... Você quer fazer com que o plano da V.G. Corp finalmente funcione! Não precisa repetir essa história pra mim!

Makoto suspirou.

- Me diga uma coisa, Raiden... O que você sente por Angel?

Raiden ficou paralisado. Makoto continuou.

- Desde que eu a programei como sua sobrinha, você a trata como tal. E parece que você se preocupa com ela mais do que deveria, e está deixando nossos projetos em segundo plano.
- Makoto, eu vejo Angel como um ser humano! Assim como você e eu!
- Mas ela não é!! - Gritou Makoto.

Raiden baixou a cabeça.

- Então, você quer tratá-la como uma máquina?

Makoto voltou a mexer no computador.

- Mesmo que você a trate como um ser humano normal, cedo ou tarde ela vai descobrir tudo. É inútil, Raiden.

Raiden olhou para a porta do laboratório.

- Olha só... Parece que temos companhia chegando...

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Qui Jul 24, 2014 1:14 am

CAOS - CAPÍTULO II

O quarto estava totalmente escuro. Angel continuava debaixo da cama, em silêncio. Alguns instantes depois, ouviu batidas na porta.

- Essa não... Me encontraram...

O som da chuva caindo deixava o cenário ainda mais desesperador. As batidas na porta continuaram, até que a porta finalmente se abriu.

- Não... Não!!

A luz se acendeu. Ao observar a fresta da cama, Angel enxergou os pés acinzentados de uma das criaturas se aproximando, como se estivesse a procurando pelo quarto.

- Por favor... Vá embora... - Disse Angel para si mesma.

De repente, a cabeça da criatura surgiu, olhando fixamente para Angel. Desesperada, ela recuou e saiu debaixo da cama. Infelizmente não havia pra onde correr.

- Não!! Não!!

Angel se encostou na parede, virou sua cabeça para o lado e esticou seus braços em direção a criatura, tentando se defender. Até que a mesma se aproximou e a tocou no braço.

- Você está bem?

Estranhando a situação, Angel se virou lentamente e olhou para a criatura.

- Não se preocupe, está tudo bem!

O que estava em sua frente era um médico, que a olhava fixamente nos olhos.

- O quê... O que aconteceu...? - Perguntou Angel.
- Você teve outro ataque. Não se preocupe, vai ficar tudo bem! - Disse o médico encaminhando-a lentamente para a cama.

Angel sentou-se.

- Você está sozinha aqui, certo? Tem algum amigo ou familiar que podemos contatar? Será bom se você tiver alguma companhia.
- Eu... Meu amigo Maxwell foi avisar meu tio que eu estou aqui...
- Eles vão voltar?
- Eu não sei.
- Você tem o número dele?
- Tenho... Tenho sim...


Maxwell e Akira desceram as escadas do porão.

- ...Quem são vocês? Como entraram aqui? - Perguntou Makoto.

Maxwell e Akira entraram no laboratório e pararam em frente à Raiden e Makoto.

- ...Você... Eu te conheço... - Disse Raiden.
- Raiden, não é mesmo? - Perguntou Maxwell - Você é tio da Angel, amiga da Yuu e da Manami, correto?

Raiden olhava fixamente para Maxwell.

- ...O que houve com ela?

Makoto levantou-se da cadeira.

- Como vocês encontraram esse local?
- Angel passou o endereço para Maxwell. - Respondeu Akira.
- Raiden... - Disse Maxwell - Eu fui até seu apartamento para dar uma carona para sua sobrinha... E a encontrei desmaiada.

Raiden se espantou.

- O... O que você disse?!
- Acalme-se! Ela está bem! Eu a levei para o hospital, para que...

Raiden correu em direção à Maxwell e o empurrou para tirá-lo do caminho. Em seguida correu até as escadas.

- Raiden, espere!! - Gritou Makoto.

Raiden parou e olhou para Makoto, que rapidamente pegou um pendrive que estava na mesa e arremessou para ele. Raiden pegou o pendrive e saiu do laboratório.

- Maxwell... - Disse Akira - Sou só eu quem estou achando isso tudo meio... Estranho?

Maxwell observou ao redor. Em seguida olhou para Makoto.

- Quem é você...? Pode nos explicar porque estão usando esse local abandonado?

Makoto colocou a mão na cabeça e olhou para baixo.

- Meu nome é Makoto... Sou irmão do Raiden.
- Ok, Makoto... Eu tenho algumas perguntas para você...

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Sab Jul 26, 2014 11:27 pm

CAOS - CAPÍTULO III



- Eu vou responder tudo que vocês perguntarem... - Disse Makoto - Porém... Eu acho que tenho o direito de visitar minha sobrinha, não tenho?

Maxwell e Akira se entreolharam.

- O que acha, Akira?
- Bem... Ainda não temos nenhuma acusação contra ele... E dada a situação... Acho que é o correto a se fazer.
- Então, tudo bem... Mas nós vamos com você.

Akira e Maxwell caminharam para fora do laboratório. Makoto os seguia.

Maxwell e Akira estavam se preparando para sair da casa, quando o celular de Maxwell começou a tocar.

- Só um momento... - Disse ele, parando em frente à porta - Alô?

Maxwell ouviu atentamente por alguns segundos.

- ...O quê? Mas ela parecia bem...

Akira estranhou a fala de Maxwell.

- Meu Deus, eu... Eu... Estou indo imediatamente. Obrigado por avisar!

Maxwell desligou o celular.

- Maxwell, o que aconteceu? - Perguntou Akira.
- A Angel... Ela teve uma piora.
- Piora?! Como assim? - Perguntou Akira assustado.
- Eu não sei, o... O doutor disse que ela teve um surto de alucinações... Ela conseguiu passar o meu celular para ele.

Akira balançou a cabeça enquanto olhava para o chão. Makoto apenas observava com olhar neutro.

- Vamos, vamos logo. - Disse Akira.


Raiden entrou no hospital e correu até a recepção.

- Olá, eu... Eu vim ver minha sobrinha... O nome dela é Angel...

A recepcionista olhou os papéis.

- Ah, sim... Ela está na sala 4...

Raiden imediatamente se dirigiu até a sala em questão. Havia um médico na porta.

- A minha sobrinha, Angel... Ela está aqui?
- O senhor deve ser o tio dela, Raiden. Correto?
- Sim, sou eu mesmo...
- Bem, senhor Raiden... A sua sobrinha sofreu o que parece ser uma série de alucinações.
- ... Eu posso vê-la?

O doutor abriu a porta. Raiden entrou.


Angel repousava na cama, quando Raiden entrou.

- ...Angel... Eu vim o mais rápido que pude.

Angel se virou.

- Tio Raiden...
- Você está bem?
- Estou, mas... Eu não sei ao certo o que está havendo...

Raiden estava apreensivo.

- Eu acho... Eu acho que não é seguro você ficar aqui...

Angel olhou assustada para Raiden.

- ...Por quê?
- Eu vou te levar de volta para casa. Acha que você consegue me acompanhar até lá?
- Posso, mas...
- Então vamos. Eu explico tudo no caminho.


Raiden saiu acompanhado de Angel do quarto. Um dos médicos observou e foi até eles.

- Angel... Você deveria ficar no seu quarto. - Disse o médico.
- Desculpe, mas eu preciso tirá-la daqui. - Disse Raiden friamente.

O médico estranhou a reação de Raiden.

- Senhor Raiden, correto? Eu acredito que o melhor para sua sobrinha é passar mais uma noite em observação, para que...
- Eu prometo que se algo acontecer com ela eu a trarei de volta.

O médico continuava sem entender muito bem.

- Nesse caso... Você deve assinar os papéis na recepção.
- Farei isso.

Raiden foi até a recepção.


A chuva continuava caindo com força. Raiden dirigia de volta para a casa, com Angel ao seu lado.

- Então... O que está acontecendo? - Perguntou Angel.
- Angel... O seu tio e eu... Nós estivemos envolvidos em algo... Perigoso.

Angel olhou assustada para Raiden.

- ...Perigoso?
- Sim... Era algo grande... Nós pertencíamos a uma organização.
- Organização? O que você está tentando dizer?
- Nós pertencíamos a VG Corp. Uma organização que foi destruída recentemente... Mas seu irmão e eu mantemos o legado.
- ... E o que aconteceu?
- Aqueles policiais... Maxwell e Akira... Acho que eles descobríram... Ou estão prestes a descobrir.

Angel se espantou.

- Maxwell...? Mas ele é meu amigo... Ele não faria isso com você, faria?

Raiden não respondeu. De repente, algo na estrada lhe chamou a atenção.

- Não... Não pode ser!!


Um momento onde o mundo ficou em câmera lenta. O carro de Raiden, que estava voltando para casa passou ao lado do carro de Maxwell, que ia em direção ao hospital, com Akira e Makoto.

Maxwell olhou para o carro de Raiden e seus olhos se encontraram por uma fração de segundos


- Mas... O quê?! - Gritou Maxwell, freando o carro.
- Maxwell!! O que houve? - Perguntou Akira assustado.

Maxwell olhou para o retrovisor e avistou o carro de Raiden se afastando. Maxwell bateu a mão no volante.

- Era ele... Raiden!!
- Raiden?! - Disse Akira - O que ele estava...?
- Ele estava com Angel no carro.

Makoto cruzou os braços.

- Raiden... Parece que ele ainda não entende o que está fazendo...

Raiden se virou para Makoto.

- ...O que você quer dizer?
- Eu sei quem você é, Maxwell... Você é o policial que algum tempo atrás derrotou a VG Corp. e ficou frente a frente com Venus, a arma biológica... Correto?

Maxwell encarou Makoto.

- ...Como você sabe?

Makoto colocou a mão no bolso de sua calça e retirou um cartão preto com a inscrição "VG Corp" e entregou a Maxwell.

- Espera... Você... Eu pensei que a VG Corp. estava destruída.
- E está. Apenas eu e meu irmão restamos.
- Seu irmão... Raiden? - Perguntou Akira.

Maxwell olhava para o cartão.

- Angel... Ela está envolvida nisso...? Não me diga que... Oh, meu Deus...
- Ainda não. - Disse Makoto - Angel por enquanto é apenas um clone comum. Mas em breve, ela pode se tornar muito perigosa.

Maxwell baixou a cabeça.

- Por que está nos contando isso?
- Porque eu falhei. - Disse Makoto.
- Você falhou?
- Sim. Eu não posso levar o plano para frente sozinho, e vocês certamente não sairíam mais da minha cola após o dia de hoje.

Akira olhou para Maxwell.

- O que faremos?
- Vamos levar o Makoto para a delegacia. Depois, eu vou atrás do Raiden... Vamos encerrar essa história de uma vez.


CAOS - FIM

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Qui Jul 31, 2014 12:36 am

MINHA NOSSA... EU POSTEI O CAPÍTULO ERRADO!

Eu tinha feito dois finais diferentes para essa fan-fic... Um deles foi descartado, mas eu mantive salvo no meu PC. No dia em questão, eu copiei o capítulo do arquivo errado.

Eu alterei a postagem anterior, e corrigi o erro. Desculpem, eu prometo que nunca mais vai acontecer!

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Sex Ago 01, 2014 12:54 am

ESCURIDÃO - CAPÍTULO I


Manami e Yuu dormiam. Manami estava na cama mais alta, enquanto Yuu dormia em uma cama menor que Manami havia preparado para sua hóspede. De repente, Yuu acordou.

- Que barulho foi esse...?

Em meio a chuva, Yuu ouviu alguma coisa. Em seguida, começou a cutucar Manami.

- Manami!! Acorde!
- Hum... Cala a boca...
- Manami, eu ouvi alguma coisa.
- Eu também estou ouvindo... Você me perturbando...

Irritada, Yuu pegou seu travesseiro e bateu na cabeça de Manami, que acordou assustada.

- O quê?! Quem... Onde?!
- Manami!! Eu ouvi alguém lá fora!

Yuu se aproximou da janela e a abriu lentamente.

- Ei... O vento está frio! - Disse Manami.
- Tem um carro parado ali fora...

Em seguida, batidas foram ouvidas na porta.

- Ei... - Disse Manami - Eu acho que tem alguém aqui.
- Brilhante dedução, detetive. - Zombou Yuu.

Manami se levantou e foi até a porta do quarto.

- Quem viria a uma hora dessas? - Perguntou enquanto abria a porta.
- Eu não sei, não dá pra ver nada além do carro...

As duas se aproximavam da porta de entrada. As batidas continuavam.


Manami abriu a porta.

- O... O quê?!

Raiden e Angel estavam do lado de fora. Yuu se aproximou.

- Vocês...?
- Desculpem incomodar a essa hora... - Disse Raiden.

Manami abriu a porta por completo, deixando os dois entrarem.

- Angel... Você está bem...? - Perguntou Yuu.
- Sim, estou... Obrigada...

Manami fechou a porta. Em seguida, encaminhou os dois até a sala.

- Vocês são Manami e Yuu, amigas da Angel, correto? - Perguntou Raiden.
- Sim... - Respondeu Manami.
- Eu preciso que façam algo por ela.

Manami e Yuu sentaram-se no sofá.

- ...O que está havendo? - Perguntou Yuu.
- Eu preciso que vocês cuidem de Angel essa noite.

Angel olhou para Raiden como se não estivesse entendendo.

- O quê? Claro. Mas... Aconteceu alguma coisa? - Perguntou Manami.

Raiden olhou para os lados, sem saber o que dizer.

- Tio... O que está havendo? Por que está fazendo isso? - Perguntou Angel.

Raiden cobriu o rosto.

- Angel, eu... Tenho algo muito sério pra te contar...

Manami e Yuu se olharam.

- Aqueles policiais... Maxwell e Akira... Estão atrás de nós.
- De nós? - Perguntou Angel assustada.

Manami interrompeu.

- Espere! O Maxwell e o Akira? Mas como...
- Espere, Manami. Deixe ele terminar. - Disse Yuu.

Raiden continuou.

- Meu irmão e eu fazíamos experimentos científicos... Nós mexíamos com... A vida humana.

Todas prestavam atenção no que Raiden dizia.

- E... Num desses experimentos... Nós criamos uma nova vida.

Manami e Yuu começaram a ficar apreensivas.

- Será que... - Disse Yuu para si mesma.
- Uma nova vida... Do que está falando? - Perguntou Angel.

Raiden pegou na mão de Angel.

- Você, Angel... Você não é minha sobrinha biológica...

Angel se espantou.

- O... O quê? Mas eu...
- Você foi criada naquele laboratório... Cerca de um mês atrás.
- Um mês?! Mas eu... Eu me lembro perfeitamente de quando...

Angel começou a ficar assustada.

- As suas memórias são artificiais... Você pode ter lembranças de uma vida inteira, mas...

Angel soltou suas mãos de Raiden.

- Mas por que você não me disse isso antes?! Por que estava escondendo de mim?!
- Não era por mim... Era por seu tio...
- O Makoto?! O que ele queria?!
- Lembra que eu te disse sobre a V.G. Corp?

Naquele momento, Yuu interrompeu.

- Espera um pouco! Você era da V.G. Corp?
- Eu não era... Eu sou. - Disse Raiden.

Yuu se conteve para deixá-lo continuar falando.

- Ele queria que eu cuidasse de você por um mês... Até que você estivesse pronta para a próxima fase.
- ...Próxima fase?

Yuu interrompeu.

- Ele queria te transformar numa assassina. - Disse Yuu levantando-se.

Angel se virou para Yuu, com uma cara assustada.

- Yuu, pare! - Disse Raiden.
- Você pretendia esconder isso dela até quando? - Perguntou Yuu.

Raiden apenas observava.

- Você sabe o que houve das últimas vezes em que isso aconteceu? Pessoas perderam suas vidas por causa dessa organização... E coisas horríveis aconteceram comigo e meus amigos...
- Eu não pretendia deixar isso acontecer!
- Yuu, pare! - Disse Manami.

Yuu balançou a cabeça.

- Eu não preciso nem prever o futuro pra saber onde isso vai parar. É melhor você desistir dessa garota e se entregar para a polícia, caso ainda tenha algum senso.

Raiden se irritou com as palavras de Yuu e se aproximou dela, ficando cara a cara.

- Eu não sei muito sobre o seu passado, Yuu Asuka... Mas eu posso te garantir uma coisa... Eu não tenho medo das suas palavras. Eu não tenho medo de você. E eu vou fazer o que for possível para que ela tenha um futuro. E se você, ou qualquer pessoa quiser impedir, vai ter que sujar as mãos com o meu sangue! Entendeu?

As palavras de Raiden fizeram Yuu se calar e se sentar novamente. Em seguida, Raiden voltou para o lado de Angel, que continuava assustada.

- Eu só estou pedindo uma chance... Manami.

Manami olhou para Raiden.

- Você é amiga da Angel. Eu só quero que ela fique aqui enquanto eu lido com o resto. Poderia fazer isso por mim?

Manami baixou a cabeça por alguns instantes. Em seguida, levantou-se e caminhou até o lado de Angel, pegando em sua mão.

- ...Tudo bem. Eu não vou deixar nada acontecer com ela.

Yuu olhou espantada para Manami.

- Manami... Você... Esqueceu tudo que ocorreu lá atrás?
- Pela minha amiga Angel? Sim, esqueci. - Respondeu Manami.

Raiden baixou a cabeça.

- Obrigado, Manami.

Yuu se levantou do sofá e olhou para o chão.

- Isso é irracional...

Em seguida caminhou até o lado de Angel.

- ...Espero não me arrepender depois... Mas eu também farei o possível.

Raiden olhou para Yuu e acenou positivamente.

- Eu preciso ir. Tenho a impressão de que Maxwell está me seguindo nesse exato momento.

Raiden se preparou para sair. Manami correu até a porta e a abriu.

- Tio Raiden! - Gritou Angel.

Raiden se virou para ela.

- Angel... Eu... Não sou seu tio.
- Eu não me importo... Tenha cuidado!

As palavras de Angel serviram como incentivo para Raiden. O mesmo se despediu de Manami e Yuu e correu até o carro. Após fechar a porta, Manami voltou até as duas.

- Manami, eu acho que isso vai ser perigoso... - Disse Yuu coçando a cabeça.
- Perigoso ou não, amigos tem que proteger um ao outro, certo?

Yuu pensou.

- É, eu acho que... Sim.
- Certo, Angel?

Angel olhou para Manami.

- Ãh... Certo...?

Manami foi até a escada, que levava para o quarto.

- Certo, quem quer passar a noite comendo e jogando vídeo-game?

Nenhuma das duas soube o que dizer.

- Eu acho... Uma boa idéia. - Disse Angel.

Manami riu.

- Então vamos logo!

Angel subiu as escadas junto com Manami.

- "Passamos tanto tempo lutando contra a arma biológica... E agora estamos protegendo-a? Mas... Manami tem razão... Eu estava agindo por impulso..."

Yuu subiu as escadas.

- Ei, esperem por mim! Manami, eu sei que você trapaceia quando eu não estou por perto!



Na delegacia, Maxwell e Akira entraram trazendo Makoto.

- Maxwell, Akira? O que aconteceu? - Perguntou Takamura.
- Takamura, este é Makoto, irmão de Raiden. Ele acabou de confessar que ambos trabalhavam para a V.G. Corp.

Takamura levantou de sua mesa, assustado.

- Como...? Mas eu pensei que essa organização estava extinta.
- Pois não estava... - Disse Maxwell. E o pior é que... Eles começaram novamente a trabalhar na arma biológica.

Takamura olhou para baixo e balançou a cabeça.

- Inacreditável... E onde está o irmão dele?
- Estamos indo para seu apartamento agora. - Disse Maxwell.

Makoto começou a rir.

- O que é tão engraçado? - Perguntou Akira.
- Se eu conheço Raiden... Ele vai dar um jeito de driblar vocês dois.
- Pois é o que veremos. - Disse Maxwell - Takamura, nós estamos indo para o apartamento de Raiden. Acredito que ele vai tentar escapar.
- Ok. - Disse Takamura.

Maxwell e Akira saíram da delegacia e voltaram para o carro.

- Agora só falta ele... - Disse Maxwell girando a chave do carro.


Spoiler:
No próximo episódio: Maxwell X Raiden

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Seg Ago 04, 2014 1:09 am

ESCURIDÃO - CAPÍTULO II


Em seu apartamento, Raiden ligou o computador. Em seguida, inseriu o pendrive que Makoto havia lhe dado anteriormente.

O computador carregou os arquivos.

- Isso é... Toda a data que ele estava estudando?

Os arquivos que surgiam na frente de Raiden era uma espécie de Backup de tudo que Makoto havia descoberto a respeito de Venus.

- Mas por que ele me deu tudo isso...? Será que ele já pretendia...?

Naquele instante, Raiden foi interrompido por batidas na porta.

- São eles...

Raiden levantou-se. As batidas continuavam, como se a pessoa do lado de fora estivesse esperando ansiosamente para que Raiden abrisse a porta.

- Muito bem... Eu estou pronto...

Raiden abriu a porta. Maxwell e Akira estavam do lado de fora.

- Então... São vocês novamente... - Disse Raiden.
- Raiden, sabemos de tudo. Você está preso. Onde está a garota?

Raiden cruzou os braços.

- Angel...? Receio que chegou tarde demais, Maxwell. Ela não está aqui!

Maxwell empurrou Raiden e entrou.

- Então... Onde ela está?

Raiden riu.

- Infelizmente, eu creio que vai levar bem mais do que isso para que eu revele onde ela está, meu caro Maxwell.

Maxwell se aproximou de Raiden.

- Akira... Acredito que Raiden levou Angel para algum outro lugar antes de chegarmos.
- Mas para onde? - Perguntou Akira.
- Bem... Ele não vai nos contar... Mas...

Maxwell se lembrou de que Manami e Yuu eram as melhores amigas de Angel.

- As suas amigas mais próximas eram Manami e Yuu, se eu me lembro bem. Yuu está passando um tempo na casa de Manami. Akira, você vai lá checar. Eu cuido dele.

Akira acenou positivamente, e saiu.

- Muito bem, Raiden... Agora somos eu e você...

Raiden baixou a cabeça.

- Você talvez seja um pouco mais inteligente do que eu deduzi, Maxwell... Muito bem... Talvez você queira ouvir o que eu tenho a lhe dizer.
- Eu vou te ouvir... Assim que estivermos na delegacia.
- Infelizmente, acho que você não vai me levar hoje, Maxwell...

Maxwell cruzou os braços.

- Ah, eu vou sim... Na verdade, eu sempre desconfiei que você estava escondendo alguma coisa. Mas não algo desse tamanho.

Raiden riu.

- Maxwell... Me diga uma coisa... Por que você quer me levar para a cadeia?
- Você ainda pergunta? Seu irmão e você estavam trabalhando em algo que poderia trazer caos para toda a humanidade.

Raiden olhou friamente para Maxwell.

- E, digamos que você coloque suas mãos em Angel... O que vai fazer com ela?

Maxwell baixou a cabeça.

- Você não sabe, não é? O que aconteceu com Venus?

Maxwell olhou para Raiden.

- Depois que eu trouxe a verdade para ela... Sobre quem ela realmente era... Ela se sacrificou para me salvar.

Raiden olhou para Maxwell com certo desprezo.

- E você vai revelar para Angel? Sobre quem ela realmente é?
- Eu temo que isso seja necessário.
- Então você chegou uns quinze minutos atrasado... Ela já sabe.

Maxwell se surpreendeu.

- Você... Contou à ela?
- Contei.

Maxwell olhou para o chão.

- Isso é extremamente perigoso... Raiden, você pode ter despertado um grande perigo!
- Pode ser... Mas eu fiz uma promessa para ela.

Maxwell olhou nos olhos de Raiden.

- ...Qual promessa?
- Eu prometi que não vou deixar ninguém encostar nela... Não importa o preço, eu farei o que for possível para que ela não seja levada por vocês!

Maxwell sentiu uma grande ameaça vindo de Raiden.

- O que vai fazer, policial? Vai sacar sua arma e atirar em mim? Vá em frente. Tudo isso acaba, e amanhã o sol nascerá novamente.
- Você não sabe o que está fazendo, Raiden...
- E você sabe?

Raiden se aproximou de Maxwell.

- Eu sinto muito, Maxwell... Você pode ter conseguido derrotar a V.G. Corp no passado... Mas agora, estamos no presente.

Maxwell agarrou Raiden pelos ombros e o empurrou contra a parede.


Akira parou o carro em frente à casa de Manami. Em seguida, correu até a porta e bateu algumas vezes.

- Polícia! Abram a porta! - Gritou Akira.

Alguns segundos se passaram. Até que Yuu abriu.

- ...Akira?
- Senhorita Asuka... Posso entrar?

Yuu abriu a porta por completo, deixando Akira entrar.

- Então... O que o traz aqui uma hora dessas?
- É meu trabalho... Eu preciso checar a casa.

Manami desceu as escadas.

- Akira, é você?
- Sim, eu mesmo... Vocês estão sozinhas?
- Sim, estamos. - Disse Yuu.

Akira caminhou lentamente até a sala. Ninguém no local.

- Receberam alguma visita recentemente?

Manami cruzou os braços.

- Essas perguntas suspeitas são meio irritantes... Onde quer chegar?

Akira se virou para Manami.

- Eu quero saber se vocês estavam com mais alguém na casa.
- Tipo quem?
- Alguma visita... Qualquer pessoa.
- Por quê?

Akira suspirou.

- Se importa se eu checar o quarto?
- Vá em frente.

Akira subiu as escadas. Manami e Yuu o seguiram. Ao abrir a porta, algumas coisas chamaram a atenção de Akira.

- Parece que vocês estavam se divertindo bastante...
- Sim, pretendíamos passar a noite acordadas.
- Isso explica toda essa comida espalhada pelo chão... - Disse Akira notando o local.
- Sim, sim... Estávamos fazendo um "piquenique caseiro".
- "Piquenique caseiro"? - Perguntou Yuu.
- Tem algum nome melhor?

Akira olhou para a T.V. que estava ligada.

- Parece que esqueceram o vídeo-game ligado...
- Sim, estávamos jogando até você chegar.
- E por que tem três controles no chão?

Manami olhou para o chão. De fato, três controles repousavam.

- Isso... Um dos controles está com defeito, então deixamos um de reserva.

Akira cruzou os braços e olhou para as duas.

- Meninas, isso é sério... Se vocês não explicarem exatamente o que está acontecendo, eu vou ter que tomar medidas um pouco mais duras...

Manami cruzou os braços.

- Ei! Você nos conhece já faz um bom tempo... Sabe que nós não escondemos nada de você.

Yuu parecia incomodada com a forma que Manami estava agindo.

- Yuu! - Disse Akira.
- Ãh...? S... Sim?
- Você confirma tudo que Manami está dizendo?

Yuu hesitou.

- Sim... Eu, confirmo.

Akira negou com a cabeça.

- Basta! Dá pra ver nos olhos de vocês que estão escondendo alguma coisa de mim. Vocês tem um minuto pra confessar, ou ambas vão pra delegacia comigo.

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Seg Ago 04, 2014 11:54 pm

ESCURIDÃO - CAPÍTULO III


Akira descia as escadas. Yuu e Manami o seguiam.

- Isso é um absurdo, Akira! Você não pode fazer isso com a gente!
- Sinto muito, Manami. Mas eu estou aqui em nome do meu trabalho.

Akira parou na sala e se virou para as duas.

- Agora... Qual de vocês está disposta a me contar a verdade?

Yuu aparentava certo nervosismo. Mesmo assim, Manami continuou.

- Akira... Se tivesse alguém aqui, você já teria encontrado!

Akira cruzou os braços.

- Então eu vou mudar a pergunta... Antes de eu chegar aqui, mais alguém veio nessa casa?
- Não!

Akira respirou fundo.

- Eu vejo que não haverá outra saída... Manami Kusunoki, Yuu Asuka... Vocês duas vão vir comigo até a delegacia.
- Mas... Por quê? Eu já disse que não temos nada a esconder! - Disse Manami.
- Então, vocês só tem que dizer isso ao Takamura. Eu mesmo trarei as duas volta.

Akira caminhou em direção à porta.

- Não precisa fazer isso... - Disse uma voz de cima da escada.

Todos se viraram em direção à voz. Angel descia as escadas.

- Você não precisa levá-las. Sou eu quem você procura, correto?

Akira cruzou os braços.

- Angel... Então você realmente estava aqui.

Akira se virou para Yuu e Manami.

- E vocês duas tentaram mentir pra mim... Isso é grave, sabiam?
- Elas não tiveram culpa. - Disse Angel - Estavam apenas tentando me proteger.

Akira respirou fundo.

- Bem... Acho que todas terão que me acompanhar... Depois decidimos o que fazer com cada uma de vocês.

Akira abriu a porta.

- As três. No meu carro.


Maxwell prendia Raiden contra a parede, segurando-o pelos ombros.

- Maxwell... Parece que viver junto com aquelas lutadoras valeu a pena, não é?
- Eu não uso força bruta contra meus adversários, Raiden! Mas eu vejo que não terá outra forma de te fazer entender!
- É... Estou vendo...

Raiden acertou seu joelho no abdômen de Maxwell, que soltou seus ombros. Em seguida, socou seu rosto. Maxwell caiu perto do sofá.

- O que vai fazer, Maxwell? Vai chamar suas amigas? Vá em frente! Eu não tenho tempo pra brincar com você.

Raiden abriu a porta de seu apartamento e saiu. Maxwell correu atrás dele.


Akira entrou no carro. Manami, Yuu e Angel sentaram-se nos bancos de trás. Em seguida, Akira fechou as portas e pegou seu celular.

- O que vai fazer? - Perguntou Manami.
- Maxwell queria que eu encontrasse a garota. Eu vou avisá-lo.

Akira aguardou vários segundos. Infelizmente, o celular de Maxwell se encontrava no chão do apartamento de Akira.

- Estranho... Ele não atende... Isso não pode ser bom sinal...

Akira pisou fundo no acelerador, em busca de voltar para o apartamento de Raiden.


Raiden caminhava lentamente por um beco.

- Raiden! Pare! - Gritou Maxwell.

Raiden se virou e encontrou Maxwell parado na entrada do beco. A chuva caía lentamente.

- Você não desiste, não é? - Disse Raiden.

Maxwell caminhou na direção de Raiden.

- Não, Raiden, eu não desisto. Não até ter você em minhas mãos.
- E depois? O que vai fazer? Me jogar numa cela pelo resto de minha vida?
- Talvez. Você prefere assim?

Maxwell parou em frente à Raiden.

- Mas vou deixar você escolher. Como vai ser?

Raiden encarou Maxwell por alguns segundos, até tentar atingir um soco em seu rosto. Maxwell previu o golpe e segurou seu punho no ar.

- Se você prefere assim... Vamos lá. - Disse Maxwell.

Maxwell chutou a perna direita de Raiden, fazendo-o se ajoelhar. Em seguida chutou seu peito, fazendo-o cair no chão.

- Eu... Eu... Vou... - Dizia Raiden ofegante.

Maxwell se aproximou de Raiden.

- Você vem comigo, Raiden. Não torne as coisas piores do que já estão.

Raiden se lembrou de Angel por uma fração de segundos. Em seguida, levantou-se rapidamente e agarrou Maxwell pelos ombros, jogando-o contra a parede.

- Eu vou fazer o que for possível... Por ela... - Disse Raiden encarando Maxwell nos olhos.

Naquele instante, um carro parou na entrada do beco.



Akira abriu a porta rapidamente. Manami fez o mesmo no banco de trás.

- Maxwell!! - Gritou Akira se aproximando do beco.

Manami, Yuu e Angel desceram rapidamente do carro e seguiram Akira.

- Akira!! Cuidado!! - Gritou Maxwell, fazendo força para se soltar de Raiden.

Akira pegou sua arma e mirou. Em seguida, Yuu segurou seu braço.

- Não!! Se você errar...

Akira pensou na probabilidade de acertar Maxwell por engano, e baixou a arma.

Finalmente, Maxwell Conseguiu empurrar Raiden de volta. Em seguida acertou-lhe um soco no rosto, derrubando-o.

- Não!! - Gritou Angel.

Maxwell olhou para o grupo. Angel observou Raiden caído.

- Tio... Eu...

Raiden abriu os olhos e olhou para Angel. Definitivamente, ele estava derrotado.

- Akira... - Disse Maxwell - Me ajude a levá-lo para a delegacia...

Angel cobriu o rosto apavorada. Maxwell se aproximou.

- Ei... Acalme-se, Ok? Eu sei o que estou fazendo, e...

Angel acertou um tapa no rosto de Maxwell. Em seguida, correu em direção à Raiden.

- Tio Raiden... Você está bem...?!

Raiden cobriu o rosto.

- Considerando o que aconteceu... Sim...

Manami e Yuu observavam a cena.

- Isso está muito perdido... - Disse Yuu.

Manami se virou para Yuu.

- Eu já nem sei mais qual é o lado certo por aqui... - Completou Yuu.

Angel ajudou Raiden a se levantar. Em seguida olhou para Maxwell, encarando-o.

- Maxwell... Agora eu sei porque eu tinha aquelas alucinações... Eu ainda não sabia ao certo quem eu era. E havia um lado de mim que negava minha própria existência. Acredito que era minha antiga personalidade, que se sacrificou para te salvar, e não desejava mais continuar existindo. Mas agora eu sei quem eu sou. Ou melhor, eu sei quem eu quero ser... Eu sei que eu sou um clone, e minha existência pode ser perigosa... Mas agora... Agora, eu não vou me render.




Não vai ser como da última vez!


Quem tem razão nessa história?

Quem vai vencer?


O último capítulo...

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Alexandre em Qui Ago 07, 2014 12:04 am

APÓS A TEMPESTADE


Maxwell não sabia ao certo o que fazer. Angel colocou a mão em seu bolso e retirou aquele pequeno globo de neve que Raiden havia lhe dado.

- ...Você ainda está com ele? - Perguntou Raiden.
- Sim.

Sem que Maxwell percebesse, Angel se aproximou da parede e bateu o globo no muro, trincando-o.

- Angel... - Disse Maxwell se aproximando - Você sabe quem você é...
- Sim, Maxwell, eu sei. Eu sou um clone. E o que tem?

Maxwell tentou argumentar.

- Da última vez em que isso aconteceu... Venus era o nome dela... As coisas não acabaram muito bem. Eu só quero me certificar de que nada de ruim aconteça. Acredite em mim!

Angel baixou a cabeça. Suas mãos estavam escondendo um globo de neve quebrado, com pontas afiadas.

- Eu não quero ir com você. Eu quero continuar com meu tio.

Maxwell olhou para Raiden.

- Seu tio era um criminoso, Angel... Você sabe disso.
- Eu não me importo. Eu sei o que eu quero.

Maxwell olhou para Angel, que estava com a cabeça abaixada, e com as mãos nas costas.

- Angel, eu não posso...

De repente, Angel derrubou Maxwell com uma rasteira. Em seguida cravou o globo de neve em seu braço direito. Maxwell deu um grito de dor.



Raiden pegou Angel pelo braço e ambos correram para fora do beco.

- Rápido... Não os deixem... Fugir... - Disse Maxwell, caído no chão, segurando seu braço.

Akira correu até Maxwell, e se ajoelhou ao seu lado. Em seguida, olhou para Yuu e Manami.

- Vocês! Atrás deles! Eu vou levar o Maxwell para o carro!

Yuu e Manami ficaram alguns segundos paradas, sem saber ao certo o que fazer. Em seguida, correram atrás de Raiden e Angel. Ao saírem do beco, não avistaram ninguém.

- E agora...? Pra onde eles foram?! - Perguntou Yuu.
- Ali! - Disse Manami, apontando para o prédio em que Raiden morava.

A garagem se abria lentamente. Yuu e Manami correram, parando em frente à ela.

- São eles... - Disse Yuu.

Havia um carro parado em frente à Yuu e Manami. O mesmo acendeu os faróis, iluminando as duas.

- Ah, não. - Disse Manami.

Yuu e Manami pularam para o lado rapidamente. O carro saiu à toda velocidade, passando em meio às duas, fazendo muito barulho.

- Essa foi por pouco... - Disse Manami se levantando.

Yuu correu até a rua. O carro já estava desaparecendo no horizonte.



Já era madrugada quando Maxwell entrou em seu apartamento. Seu braço estava enfaixado. Manami, Yuu e Akira entraram em seguida.

- ...E o médico disse que tinha tanto caco de vidro no seu braço, que por pouco ele não conseguiu montar o globo novamente!

Maxwell ignorou o comentário de Manami e sentou-se no sofá.

- Você vai ficar bem? - Perguntou Akira.
- Na medida do possível... - Respondeu Maxwell.

Yuu e Manami pararam na frente de Maxwell e baixaram a cabeça.

- ...O que houve?

Akira parou atrás das duas.

- Maxwell, acho que Manami e Yuu precisam confessar uma coisa.
- Estou ouvindo...

Manami começou a falar.

- Quando Akira chegou em nossa casa procurando por Angel... Nós estávamos a escondendo.

Maxwell se espantou.

- O quê?! Por quê?!
- Aquele cara, Raiden... Ele foi até nossa casa e nos contou tudo... Ele queria que protegessemos Angel... Pela nossa amizade.
- Ele ameaçou vocês?
- Não! Nós fizemos porque... Angel era nossa amiga.

Maxwell baixou a cabeça.

- Nós sentimos muito! - Disse Yuu - Mas não podíamos entregá-la... Acredite, eu cheguei a hesitar...
- Vocês sabiam que, dependendo da situação, eu poderia mandar as duas pra delegacia?

Manami baixou a cabeça.

- ...Desculpe, Maxwell.

Maxwell apoiou a cabeça no sofá.

- Tudo bem... Por favor, me deixem repousar um pouco.

Akira gesticulou para Manami e Yuu. Os três saíram do apartamento.



Alguém batia na porta. Maxwell acordou rapidamente. Havia dormido algumas horas. Em seguida, levantou-se, ajeitou sua roupa e caminhou até a porta.

- ...Yuka?
- Maxwell... - Disse Yuka - Desculpe incomodá-lo a essa hora da manhã...
- Tudo bem. Entre.

Yuka entrou.

- Você sabe... Manami e Yuu me contaram tudo que aconteceu... Como você está?

Maxwell olhou para seu braço.

- Considerando tudo que aconteceu... Estou bem.

Yuka encarou Maxwell por alguns segundos. Até que de repente, acertou um tapa em seu rosto.

- O... O quê...? - Disse Maxwell colocando a mão no lado direito de seu rosto.
- Eu não acho que alguém tenha feito isso antes...

Maxwell não entendia.

- Do que você está falando...?
- Você percebeu o que fez, Maxwell?
- O que eu fiz...? O que eu fiz?!

Yuka virou-se de costas.

- Você se lembra de quando conhecemos Venus algum tempo atrás?
- Como eu poderia esquecer?

Yuka se virou novamente para Maxwell.

- Todos nós tínhamos um certo medo do que ela poderia fazer... Mas no fundo, ela estava assustada com sua própria existência.
- Como assim?
- Ela estava sendo usada o tempo todo por uma organização criminosa. E não sabia disso.

Maxwell baixou a cabeça.

- E quando eu revelei a verdade...
- Ela nos ajudou. - Completou Yuka.

Maxwell olhou para Yuka.

- Mas o que queria que eu fizesse? Se eu a deixasse livre, cedo ou tarde ela se tornaria algo perigoso.

Yuka ficou em silêncio por alguns segundos.

- ...Será que ía?

Maxwell baixou a cabeça novamente.

- ...Eu não podia tomar esse risco, Yuka. Eu sou um policial! Eu luto para manter a paz na cidade! Aquele sujeito, Makoto... Ele estava disposto a levar os planos da V.G. Corp adiante! O que eu ia fazer? Sentar e esperar o massacre começar?
- Makoto está preso, não está?
- Sim, está! Mas... Meu Deus, me deixe em paz!

Maxwell sentou-se no sofá, e cobriu seu rosto.

- Maxwell... Eu te conheço a algum tempo. Eu sei que você não é um cara mal. Mas...
- Mas o quê?
- Às vezes temos que refletir as coisas de outra forma.
- Outra forma...?
- Sim. Se você tivesse capturado Angel, e exposto a verdade sobre Raiden e ela... Eu não sei, a população da cidade os tratariam como... Aberrações.

Maxwell cruzou as mãos. Yuka continuou.

- Angel estava vivendo feliz com seu suposto tio... Ela tinha uma vida... Normal.
- Você quer dizer que eu arruinei a vida dela?
- Não diga dessa forma.

Maxwell apoiou a cabeça no sofá.

- Por favor, Yuka... Eu preciso descansar...

Yuka acenou positivamente. Em seguida, caminhou até a porta, parando logo em frente.

- E, Maxwell...
- ...Sim?
- Lembre-se: Você não é um cara mal.

Maxwell não respondeu. Yuka saiu e fechou a porta lentamente, deixando Maxwell sozinho.


Naquela tarde, Yuka estava terminando seu trabalho. Ao olhar para o outro lado da rua, viu Maxwell encostado no muro.

- É ele...?

Yuka saiu, trancou a porta e correu em sua direção.

- Maxwell...?
- Yuka.

Maxwell olhou para o céu.

- A tempestade se foi... Mas o céu continua escuro.

Yuka olhou para o céu também.

- Obrigado por ontem.
- Como?
- Você me ajudou a ver algo que eu não estava enxergando.
- Maxwell, eu...
- Eu sei. Eu fui um completo idiota dessa vez.
- Isso não é verdade. Você só estava fazendo o que achava que estava certo.
- Sim, eu sei... Mas agora não posso fazer nada para me corrigir.
- Você pode. Nunca é tarde pra ninguém, Maxwell.

Maxwell suspirou.

- Eu me perguntou se ela é capaz de me perdoar.
- Eu tenho certeza que sim.

Maxwell se virou para Yuka.

- E... Parabéns.
- O... O quê?
- Hoje é Sete de Agosto, não é?

Yuka riu.

- Você... Você se lembrou?
- Como eu ia me esquecer?

Naquele instante, Yuu e Manami surgiram na calçada, correndo em direção aos dois.

- Maxwell!! - Gritou Manami.
- Manami? Yuu?

As duas pararam. Yuu trazia um envelope em suas mãos.

- Garotas, eu... Eu tenho que me desculpar... Eu sei que não fui legal ontem à noite, e...

Manami sacudiu as mãos.

- Esquece, Maxwell. Nós duas entendemos que você estava ferrado. Mas a Yuu tem algo importante para dizer.

Maxwell olhou para Yuu.

- É...? O que é?

Yuu respirou fundo.

- Eu já te contei sobre a Sanari, não é?
- Aquela sua amiga de infância? Sim.
- Pois bem... Ela chegou na cidade hoje à negócios, e encontrou uma garota acompanhada de um homem na estação.

Maxwell ouvia atentamente.

- E ela me disse... Que essa garota me conhecia... E pediu um favor para ela... Minha nossa, isso é tão difícil de explicar...
- Ok, pode continuar.
- Bem, resumindo... Ela escreveu uma carta e pediu para que Sanari me entregasse... Para que eu entregasse... A você!

Maxwell se assustou.

- A mim...? Não me diga que...

Yuu acenou positivamente.

- Era ela... Ela queria te entregar essa carta... Aqui está...

Maxwell pegou a carta selada e a abriu. Dentro havia uma folha de papel, rasgada de um caderno.

- Essa carta... É da Angel... - Disse Maxwell lendo.

Yuka se aproximou.

- E... O que ela disse?



VARIABLE GEO EXILE MAYHEM


PERSONAGENS CRIADOS POR GAIA: Yuka, Satomi, Manami, Chiho, Yuu, Takigawa, Sanari

PERSONAGENS EXCLUSIVOS: Raiden, Maxwell, Akira, Angel, Makoto, Takamura, Koide, Ozaki


INSPIRAÇÕES:

- Variable Geo (OVA) / Neo
- Umineko No Naku Koro Ni (Ambos Visual Novel e Anime)
- Higurashi, em menor escala
- Entre outros...


AGRADECIMENTOS:

- O pessoal do fórum que sempre me dá um BAITA apoio quando começo um projeto
- E especialmente, você






A série Exile acabou





Maxwell e seus companheiros se despedem





A t é u m a p r ó x i m a v e z . . .

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6855
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Variable Geo Exile Mayhem

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 10:25 pm


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum