Squarimension S3 - E4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Squarimension S3 - E4

Mensagem por Alexandre em Qui Fev 23, 2012 12:47 am

Que curto! Esse episódio resultou num arquivo de texto de 6,6 Kb, enquanto o anterior deu 10,3 Kb.

Enfim, é a última parte do que eu estava escrevendo antes.

Leia o anterior se você ainda não leu, ou não vai entender tudo.

Spoiler:
Simon puxava e empurrava a porta, mas ela não abria.


RAY: Não adianta, não vai abrir dessa forma. Parece que ele a travou com força.
SIMON: Nós temos que sair daqui!



Simon se afastou da porta.


SIMON: Cuidado, Ray!



Simon correu em direção a porta, dando uma voadora. Porém a porta se abriu com facilidade e ele caiu de cara no chão.


=======================================
EPISÓDIO DE HOJE: O URSO DEMONÍACO - SEGUNDA PARTE
=======================================


No corredor, Simon se levantava, ainda um pouco atordoado.


RAY: Você está bem?
SIMON: Estou... Tá vendo ele?



Ray observou o corredor com atenção, mas não viu nada.



RAY: Acho que não.


Já de pé, Simon confirmou que o urso não estava lá.



SIMON: Ok... Vamos com calma até o andar de baixo!



Ambos atravessavam o corredor lentamente. De repente, Simon parou.


RAY: O que houve?
SIMON: Silêncio... Acho que ouvi alguma coisa lá em baixo. Ele deve estar na sala!



Ray ia em direção as escadas, mas Simon a interrompeu.


SIMON: Calma! Eu não posso deixar que você vá sozinha! Seria muita covardia minha! Por isso, você vai na frente... Eu acompanho a alguns passos de distância!


Ray não achou aquilo um grande ato de coragem de Simon. Ao se aproximarem da escada, Simon a interrompeu novamente.


SIMON: Ray... Se a gente não sobreviver... Eu queria dizer que... Foi legal eu te conhecer, sabe... Eu sei que a gente não se dá muito bem, nós até brigamos bastante, e já desejamos a morte um do outro, mas mesmo assim eu acho que valeu a pena te conhecer...
RAY: Eu digo o mesmo, mas com alguns desfalques... Principalmente na parte onde diz que foi legal ter conhecido...


Quando Ray olhou pra escada, levou um susto.


RAY: Simon... É ele... Ele está vindo!



Simon correu em disparada para o fundo do corredor, e ficou de costas com a parede, tremendo e olhando pra escada.



SIMON: Rápido, faz alguma coisa!!


O urso ia subindo as escadas lentamente. Ray começou a se recuar até chegar próximo a Simon.



SIMON: Eu acho que ele nos encontrou! E agora?
RAY: Não fique só me perguntando o que fazer! Pense também!



O urso avançava lentamente no corredor, andando a passos curtos, e aparentemente não mexia a expressão facial.


RAY: Para trás, seu monstro!


Ray disparou um raio contra o urso, mas o mesmo pareceu não sofrer dano algum.



SIMON: Não se aproxime, eu estou armado!!



Simon colocou a mão no bolso da jaqueta e puxou sua caneta.


SIMON: ...O quê? Você de novo?



O urso parou em frente aos dois.



SIMON: ...Sai daqui agora!



Simon correu em direção ao urso e lhe deu um forte chute. O urso atravessou todo o corredor e caiu pela escadaria.



SIMON: ...Eu matei ele...?
RAY: Rápido, vamos ver!



Os dois correram pelo corredor e chegaram até a escada. Ao olhar para a sala, viram o urso caído próximo a escada.



SIMON: ...Eu acho que ele teve um traumatismo craniano... Sabe aquela novela, onde aquela mulher louca matava os outros empurrando da escada? Então...
RAY: Vamos ver se conseguimos passar por ele.



Os dois desceram a escada lentamente e passaram ao lado do urso, como se ele nem estivesse ali.



RAY: Ok, vai até a cozinha e pega uma faca! Vamos detonar esse boneco.
SIMON: Entendi!



Simon foi até a cozinha, deixando Ray na sala.





COZINHA




Simon rapidamente foi até o faqueiro e pegou a faca mais afiada que encontrou.


SIMON: Ok... Eu nunca cometi um assassinato antes... Mas hoje vou ser obrigado a fazer isso...


Rapidamente, voltou até a sala e parou próximo a Ray.


SIMON: Ok, cadê ele?
RAY: Está bem aqui, você sabe!



O urso ainda estava caído, virado com a cara para o chão.



SIMON: Muito bem... Isso não vai doer nada... Não, mentira, isso vai doer pra caramba, você nem sequer vai viver depois disso!



Simon segurou firmemente a faca, se ajoelhou e se preparou para golpear o urso.



SIMON: Tá bom... Mais um pouco...
RAY: Por Deus, Simon, acaba com isso logo!
SIMON: Calma! Eu tô nervoso, nunca fiz isso antes!



Simon foi aproximando a faca da barriga do urso. Numa fração de segundo, o urso virou sua cabeça em direção a Simon, que levou um susto.


SIMON: ARGHH!!!!!


Simon caiu pra trás com o susto e deixou a faca cair. Imediatamente, o urso se apoderou dela.


RAY: Ótimo... Agora ele está armado.
SIMON: ...O ...O que vamos fazer...?



O urso começou a se aproximar dos dois.



RAY: Só temos uma saída, fugir daqui.


Ambos correram em direção a saída da base. Simon tentava abrir a porta.



SIMON: Tá trancada!
RAY: Sorte nossa...


O urso se aproximava dos dois, de forma lenta e tensa.


RAY: Já era... Não temos mais por onde fugir.



Simon pegou a caneta de seu bolso.



SIMON: Se eu tivesse juntado 600 tickets e trocado por uma metralhadora, talvez tivéssemos alguma defesa!!



Imediatamente, o urso pulou com a faca em direção a Simon. Num ato de defesa, Simon estendeu a caneta em direção ao urso e fechou os olhos.


RAY: ...Simon?
SIMON: O quê? Eu já morri?
RAY: Não, seu tonto! Abre os olhos!


Simon abriu os olhos e nem acreditou no que viu: O urso estava sem vida, com a barriga perfurada pela caneta de Simon. Era apenas um bicho de pelúcia com uma caneta atravessada pelo corpo.



SIMON: ...Eu não acredito...! Eu sabia que essa caneta ainda ia me ser útil, mas não a esse ponto!!


Simon retirou a caneta do urso, e também pegou a faca que estava agarrada em sua mão.


RAY: Você conseguiu! Agora eliminamos esse monstro!
SIMON: E tudo graças a minha caneta... Espera um pouco.



Simon rabiscou a própria mão com a caneta.



SIMON: Essa caneta é azul! Mas eu tinha pedido vermelha! Ah, o cara do parque vai me pagar!

=======================================================================


RUA



O carro de Larry parava em frente a base, enquanto Simon jogava o urso no lixo.


PSYCHO: Simon? Esse não é o urso que a Ray ganhou no parque?
SIMON: Sim, é... Mas tivemos alguns probleminhas... Então, como foi na montanha russa?



Psycho se animou ao falar.



PSYCHO: Foi demais! No começo tava tudo calmo, mas depois foi ficando cada vez mais aterrorizante! Mas no final, acabou sendo muito divertido!
SIMON: É? Aqui foi igual...


Psycho não entendeu.


PSYCHO: ...Como assim?
SIMON: ...Nada não... Vamos entrar, já está muito tarde!


Todos voltaram para a base.


Na lata de lixo, alguma coisa fazia barulho.

===========================================================================


ESCRITO POR ALEXANDRE


SIMON: ...Até um outro dia...

__________________________________________________

Alexandre
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2
Rank 125 - Super Mario Galaxy 2

Mensagens : 6856
Data de inscrição : 04/05/2010
Idade : 24
Localização : Cordeiropolis, SP

Ver perfil do usuário http://smash-club.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum